Mega Artesanal – Inspiração

Aconteceu de 03 a 07 de julho, a Mega Artesanal – uma mega feira de artesanato que existe no Brasil. Eu não conhecia e fui conhecer no último dia de feira com minha amiga-sócia-blogueira-mãe Amanda, que já tinha ido no primeiro dia de feira e contou em seu blog Scrap Paper.

Todos os dias da feira, o pavilhão do Imigrantes estava amarrotado de gente. Pensamos que seria assim no domingo, mas pegamos um dia mais tranqüilo, ótimo para ver e comprar com mais calma todas as novidades.

São vários expositores de toda arte que você imaginar e a principal que fomos ver: Scrapbooking!

A feira também oferece vários cursos gratuitos para fazer na hora, mas nem cogitamos essa ideia. Queríamos ver tudo! Chegamos às 11:00 (início da feira) e fomos embora por volta das 17:30 – quando todos os expositores já estavam fechando seus stands.

“Gabriela, mas você como jornalista tá bem atrasada hein?! Falando de evento que já aconteceu….”

Ok, eu sei. Mas vejam, a mãe aqui ficou fora o domingo o dia inteiro, depois não tive tempo de sentar e escrever. Fiquei encantada com a feira e tudo que vi. Mais ainda com a ideia do “faça você mesma”, reaproveitar nossos móveis, como por exemplo, encapar uma cadeira ou um móvel antigo. Pequenas coisas que podem dar uma nova cara ao ambiente. Enfim, mesmo atrasada quis compartilhar aqui no blog algumas dessas coisas que vi. Pode servir de inspiração para outras pessoas também.

Veja essas ideias de decoração que estavam expostas no stand da Casa da Mega:

Cadeira customizada.

Imagem 001 
Móvel encapado com adesivo de tecido.

Imagem 002

Cozinha. Eu adoro essa ideia de parede para escrever com giz. Tem papel e também tinta para essa finalidade e efeito.

Imagem 004 
Quarto de bebê. Olha que charme. Detalhe para o quadro que cada parte vai completando a árvore. Achei lindo. Puro scrap!

Imagem 005

Passeando a feira toda é possível encontrar várias decorações de festas infantis.

Essa aqui é ideal para festas ao ar livre.

Imagem 007

Tema de circo. Achei bacana, saiu do convencional “só palhaço”. Essa proposta é usar todos os elementos do circo: trem, coelho, elefante, leão…muitas cores.

Imagem 008

Festa de Pirata.

Imagem 009
E tem para o Marinheiro também.

Imagem 014

Imagem 015

Essa festa com tema UP, eu, particularmente, adoro essa decoração com balões. Acho muito lúdico, clean, lindo demais. Ao invés do balão, poderia ser também pipas ou passarinhos.

Imagem 011

Para finalizar, uma decoração linda para chá de bebê de gemêos. Mas nada impediria desse tema “Cegonha” ser adaptado para um bebê apenas.

Imagem 010

Anúncios

Neste Natal…DIY (Do it Yourself = faça você mesmo)

Amo presentear! Mas chega final de ano se você for presentear todos da sua lista (isso significa: familiares, amigos, colegas de trabalho e professoras dos filhos), esquece! Além do 13º, vai embora o salário do mês, das férias e ainda ficam dívidas para o próximo ano. Tô fora! Esse ano as coisas aqui em casa estão sendo bem diferentes.

Já faz algum tempo adotei a febre do faça você mesmo.  É Páscoa, dias das avós, dias das mães, nasceu o filho de amiga, lá vou eu preparar uma lembrancinha. E não está sendo diferente nesse fim de ano.

De certa forma isso freia o consumo nessas datas comemorativas. Um presentinho aqui outro acolá e quando você vê já gastou todo o 13º. Desde que Benjamin nasceu tenho refletido muito sobre o consumo. Eu sempre fui consumista, confesso. Sempre adorei fazer compras. Houve um tempo em que eu comprava um par de sapatos por mês! Absurdo!!!

Antes eu me questionava “preciso disso?” e lá vinha meu INconsciente dar a resposta em bom tom “SIM, SIM, SIM!”.  Agora me questiono “preciso disso?” e a COnsciência não dá vez para o IN – que odeia a resposta que tem sido sempre a mesma: “NÃO”! E não quero ser um exemplo de consumo exagerado para meu filho, assim como não quero comprar sem necessidade, assim como precisamos de um mundo mais sustentável.

Neste Natal a maioria dos presentes foram preparados pela mamãe aqui com muito amor, carinho, paciência (porque você começa num dia e termina três semanas depois – obrigatoriamente porque já é a última semana que antecede as férias) e também uma pitada de pressa (porque não dá tempo pra se fazer tudo nessa vida, gente). Para as tias do berçário produzi essas caixinhas.  

IMG_0513

Cada uma delas tem um mini panetone dentro (e óóóóóbvio que esses eu comprei, faltei na aula de culinária bem no dia que deram a aula sobre comidinhas de final de ano).

Fala aí, não ficou cheio de bossa? Ganhar presente é bom demais e vai dizer que não tem um sabor diferente quando é algo personalizado, quando você sabe que a pessoa dispensou tempo para fazer algo especialmente para você…?!

Detalhe: você ainda leva fama de prendada (cof, cof, cof). ADOOOOORO…!

IMG_0515

Quadro de recordação

Eu podia ter mandado fazer, mas quis eu mesma cuidar dessa recordação para o meu filho. Podia ser em formato de livro, mas eu quis em formato de quadro (propositalmente, para Benzoca ver todos os dias).

No aniversário do Benjamin, pedi para os convidados escreverem recados em cartões em branco (tipo de visita). O resultado não podia ter sido melhor, vários desenhos e recadinhos super inusitados, bem-humorados, muitos mencionavam o sorriso do meu Ben, votos de felicidades e de escolha de um time de verdade, tipo Corinthians (obviamente), mas também de devaneios como “torça para o São Paulo, só o Vasco presta”, etc.

Arrumei tudo em papel de scrap e só há dois meses tomei vergonha na cara e mandei emoldurar os recadinhos. Colocamos na parede do quarto do Benzoca. Não tem uma vez que passo por ele sem ler alguma mensagem. E não tem uma vez que não me emociono diante de tanta positividade. Às vezes, na hora de dormir, ao invés de ler alguma história para o Benjamin, eu leio os recados.

Uma criança só merece mesmo ser feliz!

 

 

(e torcer para um time de verdade!)

 

Solidariedade em formato de scrap

Inspirada pela minha amiga Amanda, estou participando do desafio de solidariedade da CraftBook. Primeiro vamos às apresentações: Amanda é minha amiga-mãe-de-dois-profissional-cozinheira-prendada-tudo-que-você-imaginar que ama scrap. Recentemente ela lançou o blog Scrap Paper.

Ontem ela divulgou em seu blog esse desafio da CraftBook: produzir cartões de Natal que serão enviados para a Grendacc – uma instituição que trata gratuitamente de crianças e adolescentes com câncer. Sabe aqueles cartões de Natal que compramos para ajudar instituições?! Então, esse deve ser o destino dos cartões enviados para esse desafio.

Assim que li o blog da Amanda fiquei encantada com a ideia. Muitas vezes queremos ajudar o outro, mas não sabemos como. Nem sempre precisa ser com dinheiro, as vezes doar um pouco do nosso tempo já vale muito mais que qualquer gesto.

Eu já havia falado para minha profº de scrap, a querida Rosa, que produz o blog Rosa Scrap, que na próxima aula de sábado eu queria aprender fazer alguns cartões de Natal, já que o fim de ano está chegando e eu vou querer presentear as pessoas com os cartões personalizados por moa. Essa indicação da Amanda chegou na hora certa, ontem mesmo a noite, comecei a colocar em prática as técnicas de scrap para os cartões de Natal. Ainda não tenho a habilidade que tem Amanda e a Prof. Rosa, mas produzi os cartões com muito empenho e o mesmo amor, carinho e dedicação que elas fazem seus trabalhos.

Gostou também da ideia? Quer participar? Veja como é simples:

– Envie 2 cartões (medidas livres) com envelopes, para o endereço:

GRENDACC
A/C Gislaine A. da Silva Dias
Rua Olívio Boa, 99 – Parque da Represa
CEP 13214-550 | Jundiaí – SP
OBS Importante: Mencione no verso do envelope o nome do CraftBook para que eles identifiquem a origem.

– Tema:  Natal/Ano Novo/Boas Festas/ Feliz 2013;
– Parte interna: em branco;
– Pra participar de um sorteio que vai rolar entre os participantes, poste as fotos dos cartões, juntamente com o código de rastreamento dos Correios, no site da CraftBook. O prêmio será 1 Sizzix Sidekick Machine e um kit surpresa;
– Prazo para envio: 20 de novembro (vale a data dos Correios);

Porta maternidade – tema: Safári com amor

Esse porta maternidade foi feito sob encomenda para minha amiga-mãe Mislene. Gostei muito de produzi-lo, achei o mais lindo até agora dos que fiz (e olha que é difícil eu achar lindo algo que eu tenha feito, pois meu lado chato perfeccionista não deixa).

Estava ansiosa para entregar, louca para ver a cara dela. A Mislene é como eu, uma piscada de olhos, um pequeno movimento de músculos e ela já demonstra satisfação ou não. Mas a cara de satisfação dela ao tirar do pacote foi tão gratificante…. De repente senti que podia dar mais significado ainda a esse momento tão magnífico que ela vive.

Depois ela ainda me escreveu um e-mail:

“Gabi, eu não gostei, eu amei. Lindo demais…Você a cada dia me surpreende, seus talentos são múltiplos e a cada dia se supera mais. A confecção deste quadro é mais que especial pra mim; tenho certeza que você colocou nele todo o seu carinho e dedicação, é algo que eu não conseguiria comprar com nenhum dinheiro do mundo. Presentes assim, tocam nossa alma. Muito obrigada mesmo.”

Fiquei emocionada ao receber esse email….

Sim, eu depositei todo meu carinho.

20121029-100613.jpg

Arthur – O Rei

Meu “primo-sobrinho” (porque eu me recuso ter título de primo de segundo grau) nasceu! Antes do tempo. Apressado esse menino…. O pequeno era para chegar agora em outubro, mas ele resolveu chegar no início de setembro. Consegui terminar a tempo seu porta-maternidade. Entreguei para minha prima no dia de seu chá de bebê e Arthur chegou na semana após o evento.


Ok, a foto não valoriza, concordo. Mas dá para se ter uma ideia de como ficou bonitinho, vai…

Para presenteá-la na maternidade fiz um álbum para registrar os primeiros 12 meses do Arthur.

Só que ainda não conheci o pequeno pessoalmente (só por fotos), pois ele ficou um mês na maternidade, foi pra casa faz pouco tempo e as visitas ainda estão limitadas. Em breve vamos lá conhecê-lo e levar as lembrancinhas.  A mamãe e o bebê passam bem.

Quem gostou dá um curtir.

Livro de receitas da vovó

Fiz esses livros de receitas para presentear as vovós do Benzoca no dia dos avós, em 26/07. Até por serem os primeiros, ficaram cheios de bossa.