Dica de Passeio – Utilidade Pública

Domingo de Sol, família reunida e feliz, tudo mais-que-perfeito para passear. Pensa um pouquinho, sugere algumas opções, avalia o que é bom, bonito, barato, perto e que o Benjamin vá gostar e logo definimos nossa escolha… vamos ao Zoológico!

Então começam os preparativos. Separa a roupa que ele vai vestir, roupa leve porque tá calor. Separa muda de roupa para levar na mochilinha, vai que muda ou tempo ou ele vaza a fralda. Depois os apetrechos para a higienização/desinfecção , fralda, lenço, pomada, etc. Em seguida os mantimentos, lanchinhos, fruta, água, kit-leite, biscoitos. Por fim, as quinquilharias que variam de acordo com o tipo do passeio, como câmera fotográfica, boné, algum brinquedinho ou livro, CDs ou DVDs pro carro, carrinho do bebê. Armada toda essa estrutura de um show de rock, embarca tudo no carro e vamos embora.

A caminho, tudo perfeito, tudo maravilha… Até chegar à metade do trajeto. Cerca de uns 3km antes do parque, tudo para. Trânsito, trânsito, trânsito. Densidade demográfica alta, marcha do carro lenta. Começa a peregrinação rumo aos bichos. Quinze minutos depois, nem 100m à frente. Meia hora depois, mais uns 200m. Uma hora depois, nem sinal do tal parque, muito menos dos bichos. Não é possível que todo esse mundo de gente esteja indo pro Zoológico. Não é possível que não tenha mais vaga no estacionamento, são 2.000 vagas, consultei no site. Não é possível que não vamos entrar…

É possível sim.

Depois de passar uma vida inteira no carro, chegamos na frente do Zoológico. Realmente o estacionamento está lotado. E tamanha é a multidão em frente à bilheteria, e pra fora do portão do parque, que chega a dar dó até dos animais. Viemos até aqui e não vamos conseguir entrar.

Então, fica a dica para o passeio familiar: NÃO VÁ, SOB HIPÓTESE ALGUMA, AO ZOOLÓGICO NOS DOMINGOS DE SOL!

O policial na frente do parque que não me deixava mentir, pois dava suas dicas com todas as letras: “Ah, veio até aqui e está com a família no carro? Não tenha dúvida, desce pro litoral. É mais rápido e você curte mais. Quer vir no Zoológico, vem de semana que é tranquilo.”

Mas não fomos tão radicais quanto o guarda e estendemos nossa aventura pro Zoo Safari. Sem melhor opção na manga, foi o que nos restou, tipo um prêmio de consolação. E meia hora depois, estávamos lá, na boca do outro parque, prontos para ver os animais, só que de dentro do carro.

Não ouso dizer que o passeio foi ruim. Na verdade a circunstância foi ruim, a situação cansativa, mas se o passeio não fosse legal, não renderia boas fotos.

blog-fotos2

blog-fotos

#blogdemaesemmae  #papaiblogando

Cookies de Natal

Essa receita é do Lindolfo Paiva, da Mr. Cheney (conhece aqueles cookies deliciosos?!). Eu AMO cookies!!! Quer me ver feliz, é só me dar uma caixa de cookies. Essa receita é muito simples e encontrei na revista Casa e Comida – que sempre tem umas receitas maravilhosas e práticas de fazer.

O nome certo é “Cookies de chips de chocolate e nozes”, mas aqui em casa é o Cookies de Natal, pois sempre faço nessa época.

Mãos na massa.

Tempo de preparo 20 minutos.

Ingredientes

¾ de xícara de açúcar cristal
¾ de xícara de açúcar mascavo;
10 gostas de essência de baunilha;
1 xícara de margarina com sal;
1 ovo;
2 ¼ xícaras de farinha de trigo;
1 colher (chá) de bicabornato de sódio;
1 xícara de nozes picadas;
2 xícaras de gotas de chocolate

Modo de fazer

1. Preaqueça o forno a 190ºC. Em uma batedeira, bata bem os acúcares com a margarina e a baunilha. Desligue e acrescente os outros ingredientes, misturando bem com uma colhe até a farinha ser completamente incorporada à massa.
2. Com um boleador de sorvete pequeno, ou com a ajuda de duas colheres (eu faço com colher, já tentei com o boleador e não deu certo comigo), distribua bolinhas de massa sobre uma assadeira de bordas baixas, sem untar, deixando 2cm de distância entre cada uma delas.
3. Leve ao forno por 8 a 10 minutos, até corar (o centro deve ficar mole). Asse apenas uma assadeira por vez.
4. Deixe esfriar um pouco antes de tirar os cookies da assadeira. Se quiser, sirva com uma bola de sorvete.

Perceba que a aparência não favorece o cookie, mas acredite fica uma delícia. Eu montei uns saquinhos amarrados com fitas de Natal e distribui para os meus colegas no trabalho e todo mundo adorou. Fica a dica para quem vai receber gente em casa no Natal, uma lembrancinha doce para os convidados.

20121221-113554.jpg

Receita fácil para o Natal – Mousse (cremoso) de chocolate

Eu adoro mousse de chocolate. Tinha uma receita, boa por sinal, mas que dava preguiça de fazer por conta da lambança. Até que um dia eu descobri (no verso do rótulo de um creme de leite Nestlé) uma receita facinha facinha de fazer e delícia delícia de comer. O tempo de preparo é de aproximadamente 20 minutos. Sério!!! Ótimo para quem tem filhos, trabalha e não tem tempo suficiente para cozinhar.

Pega papel e caneta. Ou melhor, aperte o Ctrl+C e Ctrl+V.

Você vai precisar de:

1 lata de creme de leite
1 tablete de chocolate meio amargo, picado
3 claras
Meia xícara (chá) de açúcar
Raspas de chocolate à vontade (para decorar)

Mãos na massa:

Em um recipiente, coloque o creme de leite e leve ao fogo, em banho-maria, para aquecer. Junte o chocolate picado e mexa até que fique homogêneo (a ordem dos fatores não altera o produto, então não esquente se você esquecer a ordem e fazer como faço algumas vezes: colocar o chocolate para derreter e depois misturar o creme de leite). Reserve. Em uma panela, misture as claras com o açúcar e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, por cerca de três minutos (não pode passar disso senão cozinha o ovo e fica ruim). Transfira para uma batedeira e bata até dobrar de volume. Adicione delicadamente ao creme de chocolate. Coloque em taças ou num refratário e leve à geladeira por cerca de 3 horas. O mousse fica com uma consistência cremosa. Decore com as raspas de chocolate e sirva.

mousse3

 

O Ministério da saúde adverte: Doce não é recomendado para crianças com menos de dois anos. A partir dessa idade, comer com moderação.