Dois anos e uma visita ao pediatra

Nossa primeira consulta com a pediatra foi dia 20/06/2011. Ele tinha apenas 4 dias de vida. Não tínhamos pediatra e ela foi uma escolha certeira. Apesar de no início eu me sentir intimidada por ela, nunca quis trocar, sempre me senti segura.

No começo você vai constantemente ao pediatra, primeiro são visitas semanais, depois mensais até que o bebê completa um ano e pouquinho e essas visitas vão ficando cada vez mais espaçadas. Eu fiquei com medo se saberia viver sem essas consultas, se saberia medicar Benjamin caso tivesse um resfriado, mas logo a gente se adapta.

Sábado levamos Benjamin a uma consulta de rotina. Levei porque achei que 2 anos merecia uma inspeção médica pra saber se estava tudo se desenvolvendo bem, também porque Benjamin tem recusado o jantar na escola, então fiquei preocupada se ele estava precisando de alguma vitamina. E sei lá, talvez também para ouvir da pediatra que ele estava ótimo e que eu estava fazendo um bom trabalho. Ah, sim, claro, e para esclarecer algumas pequenas dúvidas que estavam acompanhando os pais de primeira viagem aqui.

É preciso continuar a esterilizar as mamadeiras?

Já fazia algum tempo que marido já me questionava isso. Não sabia responder e continuávamos esterilizando. Marido aproveitou para tirar a dúvida com a pediatra. A recomendação dela foi simples: água e sabão! Não precisa mais esterilizar.

E a pomada ainda precisa passar?

Sou motivo de piada com as amigas mães blogueiras. Um dia fiz essas pergunta pra elas e virei a mãe que vai passar pomada no filho até os 18 anos. Depois disso, avisei o marido que não era mais necessário passar pomada toda hora no Ben. Mas continuamos a passar. A pediatra riu quando contamos essa história.  É claro que precisa passar pomada, mas se a criança estiver assada.

Alimentação

Parecia que o marido estava esperando chegar o dia do aniversário do Benjamin pra tirar um sarro da minha cara. O dia inteiro ele ficou citando coisas que Benjamin ainda não comia e dizendo que ele comeria no dia seguinte, com dois anos e um dia. Ele se referia ao nosso trato de não oferecer certos alimentos ao Benjamin até os dois anos de idade. Acontece que não é bem assim, completou dois anos e virou “oba oba” vai comer um monte de besteiras. Sim, ele pode comer o que ele quiser, mas sei lá, com certa parcimônia. E ainda sou a favor de não oferecer coisas desnecessárias para as crianças. Por exemplo, não é porque ele completou dois anos que vou oferecer do nada refrigerante pra ele. Agora ele vai começar a tomar iogurte. Veja bem, IOGURTE e não Petit Suisse. Iogurte batido com frutas.

Peso e medida

Embora Benjamin esteja recusando o jantar na escola, ele tem comido em casa. Enfim, ele está com sua curva dentro do esperado: 12,100 gr e 87 cm. Conversei com a pediatra e assim como eu, ela acha que o horário do jantar ainda é cedo pra ele que talvez não tenha se adaptado. Então sobrou para a mamãe aqui fazer janta pra ele durante a semana. Em casa eu e marido não jantamos, só comemos um lanche. E a pediatra sugeriu fazer uma comidinha leve pra ele e congelar para vários dias. Só pode descongelar na geladeira porque fora perde os nutrientes. E esquentar em banho maria ou na panela, mas não no micro-ondas. Aliás, o leite também deve ser esquentado dessa maneira e não no micro-ondas. Pasmei! Aqui em casa, desque Ben completou um ano e pouco, sempre esquentávamos no micro-ondas pela praticidade. No verão nem esquentávamos, acostumamos ele a tomar na temperatura ambiente. A pediatra alertou: esquentar leite ou a comida do micro-ondas não é bacana, é altamente cancerígeno.

Alerta

A consulta foi super bacana, demoramos um pouco mais que o habitual, mas porque ficamos conversando sobre o desenvolvimento do Benjamin – que  ficou brincando com os brinquedos da sala da pediatra e ela só observando ele, dizendo que “ele está numa fase muito bacana, mãe, uma fase de descobertas”. Também é uma fase muito perigosa e que precisa de atenção redobrada dos pais. Janelas, escadas, portas devem ter grade de proteção. Crianças devem ficar longe da cozinha. Nessa idade todo cuidado é pouco.

Receituário

Depois de muita conversa eu confessei à pediatra: Benjamin tem recusado a nossa ajuda pra tudo. Ele quer comer sozinho, quer tirar sua roupa sozinho, colocar o sapato sozinho…e vai tentar ajudar pra ver só, ele faz um escândalo. Ele ainda é pequenininho. A pediatra disse: “mãe, é assim mesmo, ele está descobrindo tudo o que é capaz de fazer, ele está crescendo. Você é o tipo de mãe que quer ver o filho bebê. Ele está ótimo! Mas vou receitar algo….para os pais…..outro bebê!”

E a mãe saiu da consulta toda prosa, feliz, satisfeita e falando pro marido: “você viu o que a pediatra receitou…!” 😉

Anúncios
Deixe um comentário

6 Comentários

  1. Ir ao pediatra é sempre delícia – pelo menos eu gosto!
    E eu passo pomada na Amelie quando ela tá assadinha (e olha que ela nem usa mais fraldas!!!)

    Responder
  2. hsordili

     /  25 de junho de 2013

    OPAAAA!
    Super a favor de um novo bebê para esse casal!!!
    hehe
    beijao
    Lele

    Responder
  3. Daniela

     /  25 de junho de 2013

    Não é esquentar comida no micro que é altamente cancerígeno, mas os recipientes utilizados no aquecimento é que podem liberar substâncias cancerígenas…. temos que usar produtos BPA free.

    Responder
  4. Carina

     /  25 de junho de 2013

    Ei Gabi….tudo bem? Adorei a dica da pediatra, rsrsrs, sobre um irmaozinho pro Ben. Penso que filho deve mesmo ser tudo de bom, e se Deus quiser, quero ter pelo menos dois. Heitor já está a caminho, e depois Deus abençoando, quero um irmaozinho pra ele.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: