Entre pisos e juros

Casa nova, casa sua. Organizar, arrumar e montar tudo do seu jeito. Mudanças! Podem ser boas, mas sempre traz um caráter babélico e exaustivo.

Compramos o apartamento na planta em 2010 e pensei que ficaria numa ansiedade profunda. Nada! Aconteceu tanta coisa de lá pra cá. A chegada do Benjamin, a transformação que isso trouxe para a nossa vida, só aí foi um evento e tanto.

Dá para contar nos dedos quantas vezes fomos ver o empreendimento crescer. Na verdade, quando fomos vê-lo, já estava enorme. Isso foi ótimo porque deu aquela sensação de como passou rápido. E nem acho que tenha sido só sensação, realmente esses (quase) três últimos anos voaram.
Só esse ano, contratamos arquiteta, fizemos o projeto do apartamento e recentemente começamos a pesquisar pisos. Primeiro foram os porcelanatos por um motivo bem básico: valor mais acessível. E porque algumas pessoas indicaram (a maioria indica até pela praticidade na hora de limpar do que outra coisa). Recentemente, fomos pesquisar os pisos de madeira, indicação da nossa arquiteta.

Segundo ela e mais um monte de gente (especialistas e amantes), o piso de madeira dá um ar mais aconchegante. Conforme já haviam me alertado, são beeeeeeeem mais caros!!! Mas também…..São beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem mais lindos de morrer!

Não é só um ar de aconchego, mas traz para o ambiente mais sofisticação, charme e como bem lembrou minha amiga Karine, traz a lembrança de casa de mãe e avó. Lembrei muito da casa da minha avó que era de taco e realmente tinha um aconchego que nunca encontrei em casa nenhuma que morei (como se tivesse morado em 10!).

São diversos formatos e opções para assoalhos, tacões e tacos. Os tacões são extremamente maravilhosos e salgados ao extremo no preço. Eu me apaixonei por um piso de taco lindo, com o qual estou sonhando desde que vi. E para completar, na revista Casa e Jardim, edição de junho, veio um ambiente com o taco igualzinho esse que se tornou o dos meus sonhos.
É caro, mas acho que é nele que vamos investir. Já estou convencida que o piso de madeira (verdadeira) tem durabilidade e resistência maior. Com relação a praticidade na hora da limpeza, diferente dos pisos de madeira mais antigos, os novos modelos tem a mesma praticidade na hora da limpeza que os de porcelanato.

Lá vai dinheiro….

Também estamos em processo de financiamento. Ai o financiamento…. Levei um susto quando chegou a simulação do banco. Já havíamos feito, mas até agora eu tinha me apegado só ao valor das parcelas. Eis que dia desses, reparei no valor total a ser pago até o final do financiamento.

Minha autoconfiança foi por água abaixo. Eu chorei, fiquei triste, quis desistir e vender o apartamento, achei absurdo, até desumano o que o brasileiro pega de juros. Fiquei pensando num monte de gente que tem o sonho da casa própria, muitos até com menos recursos que eu. Será que eles se dão conta do valor total que pagarão até o final? Será que isso é apenas um detalhe para quem está prestes a completar o grande sonho da sua vida?

Economistas afirmam: o Brasil é o país com maior taxa de juros! Isso é revoltante, é um absurdo! Minha tristeza partiu de um sentimento de ódio de viver num lugar como o nosso país, onde o brasileiro só se fode. Em Paris, por exemplo, educação e saúde são de graça! E como é nossa educação e saúde? Lamentável! As pessoas se questionam se terão o segundo filho e um dos motivos é esse: terão condições de oferecer a melhor educação, a melhor saúde para os filhos?

Senti-me ingênua, enganada, impotente. Afinal, pagar à vista não tenho como! O que me resta? Pegar ou largar!

Peguei! Não tem muito o que pensar. Basta fazer a conta de quanto paguei de aluguel desde que saí da casa da minha mãe. Ou ainda: basta fazer a conta de quanto minha mãe pagou (e paga) de aluguel: uma vida toda.
Eu não quero isso para a minha vida. Que eu passe uma vida toda pagando algo que é meu, algo que será herança do meu filho.

Minha autoconfiança retomou ao seu lugar. Ao final tudo dará certo…. Ficar sentada se lamentando e chorando…não leva a lugar algum. Que venha o financiamento e os juros, pois não vejo a hora de pegar as chaves do meu doce lar!

Anúncios
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Parabéns pela conquista! Também sou apaixona por pisos de madeira, cresci numa casa que tinha um chão de tacos lindos, geométricos e desde então meu objetivo de vida é ter uma casa com chão de tacos (e aquecido), já que aqui em Curitiba levantar atender a cria de madrugada é um verdadeiro choque térmico!

    Responder
  2. Amiga, você está certa! Pensa no quanto investiu na casa dos outros, é nisso que me agarrei e olha que só paguei aluguel dois anos, já que sempre vivi numa das muitas casas da família do marido. Casada desde 1993, só em 2006 senti vontade de ter um canto, estava pagando aluguel há 2 anos e esse era o combinado, já que eu não queria ser mãe e planejava morar cada ano em um lugar diferente aqui no RJ. Mas compramos e usamos o FGTS do Marido para pagar metade e depois a cada dois anos fomos usando e pagamos em 4 anos, não tem como fazerem isso?
    E sobre o piso, pleeeeeeeeeeeeeease vai de madeira!!! Você não se arrependerá, investimento que vale!
    Se anime, é difícil, mas no fim compensa e será algo que seu filhote lindo poderá contar um dia!

    Beijão!!
    Sinta meu abraço virtual, porém muito caloroso!! rs

    Responder
  3. antonia martins

     /  14 de julho de 2013

    Não creio que o aluguel seja algo pago de graça, pois com a diferença entre o valor dele e de uma prestação de imóvel do mesmo nível do alugado, pode se fazer uma bela poupança, que sempre é útil em momentos como esse.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: