O progresso do meu bebê

Esses dias estava à toa, assistindo novela enquanto Benjamin brincava com essas peças de montar (tipo lego, só que não) perto de mim. De repente, ele falou assim sozinho, pra ele mesmo: “um bolo” e assoprou uma velinha imaginária.

Pense se eu não pirei! Ele pela primeira vez (que eu tenha visto pelo menos) externou sua imaginação. Ele pensou e verbalizou seu pensamento. Parece algo simples e bobo, mas não é. Imagine o que é para uma criança passar por esses processos de desenvolvimento….

Nós adultos já fazemos tudo no automático. Andamos, sentamos, agachamos, falamos, tudo assim na maior facilidade. Mas para uma criança na idade do Ben (e principalmente os mais novos) para alcançar algo que ele queira e está longe, envolve um processo de equação matemática ou física mesmo. O bebê pensa: quero chegar naquele objeto, pra isso preciso caminhar até lá, agachar, etc…até concluir a ação.

Meu filho, que até ontem, ou melhor, que até um ano atrás, era um bebê, colocou pra fora um pensamento e eu vibrei en-lo-u-que-ci-da-men-te. Tanto que até interrompi, empolgada, querendo fazer parte daquilo – aquele momento especial que é imaginar. Afinal, temos que dar asas à imaginação. Eu disse como uma boa mãe louca: que bolo liiiindo, filho! Mas você assoprou a velinha sem cantar parabéééééns?! Vamos cantar, vamos cantar parabéns agora! E começamos os dois a cantar o parabéns sem festa mais animado do planeta. E mais uma vez ele assoprou a velinha.

Olha aqui o bolo imaginário do meu Ben

Olha aqui o bolo imaginário do meu Ben

Refletindo sobre o desenvolvimento, comecei a viajar relacionando o quanto nossos pequenos desenvolvem e aprendem em tão pouco tempo. Eles aprendem diariamente!!! É algo incrível! Eles vão desbravando o mundo, sem medo, guiados pela curiosidade. Relacionei em pensamento algumas coisas que Benjamin anda fazendo.

Ele pula tirando os dois pés no chão, parece que anda testando a gravidade. Outro dia nos surpreendeu subindo a escada sozinho e sem nos darmos conta. Bobeamos com o portão aberto e daqui a pouco só ouvimos os passos do molequinho na parte de cima da casa. E sobe com a maior habilidade. Os brinquedos de montar são os que mais prendem a atenção dele. Organização virou uma das suas atividades preferidas. Ele organiza todos os seus DVD’s a todo instante, empilha todos, depois coloca um do lado do outro e vai testando várias possibilidades de ordem. Adora imitar animais. E começou a nos imitar também como se fosse um papagaio. Pergunto “como foi o dia”, ele responde “o dia”. Repete todas as últimas palavras que falamos. Continua gostando muito de música e instrumentos – que, inclusive, ele faz mímica. Giz e papel viraram itens indispensável. Adora fazer arte! No banho ele gosta de levar dois baldinhos e ficar passando água de um para o outro, além de jogar água no banheiro inteiro. Tem ensaiado suas primeiras frases. “Não, mãe!” e “para, mãe” são suas preferidas quando a mãe começa apertar e enchê-lo de beijos.

Até outro dia eu ficava tentando ensiná-lo seu nome, principalmente responder o seu nome. Eu perguntava ao olhar uma foto “quem é esse”, ele prontamente apontava pra mim ou respondia “mamãe”. Recentemente, começou a falar Bencoca = Benzoca, miiim = Benjamin e Ben = Ben. Outro dia levantei com a camisola que tem seu rosto estampado e ele foi logo dizendo: “Bencoca!” Sim, filho, é o Benzoca!

Meu filho está descobrindo que é um indivíduo separado de mim….e ao mesmo tempo que isso dá uma pontadinha no coração, um certo sentimento de perda, afinal aquele bebê já não existe mais, também me enche de orgulho e de um sentimento enorme de ganho. Ele está crescendo e estou fazendo parte dessa transformação. Sem contar que eu aprendo muito com ele e também me transformo a cada dia. E o mundo está ganhando uma pessoinha que eu prometo, será maravilhosa.

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

6 Comentários

  1. Ai que delícia,. eu estou só no começo e estou ficando maluca, ontem fui a um supermercadoe fiquei vendo as roupinhas de recem nascido, 3 meses, 6 meses, tão miudinhas, me deu um aperto no peito de lembrar que meu peq

    Responder
  2. Continuando… que meu pequeno já foi daquele tamanho e agora já esta prestes a fazer 1 aninho!!! Acho que ser mãs é isso né? achar q

    Responder
  3. Ahhhh continuando 2 que o tempo passou rápido de mais e viver tendo pensamentos nostálgicos (desculpe pelo excesso de comentários, não sei o porquê que eles foram publicados automaticamente enquanto escrevia…

    Responder
  4. Gabi
    Gosto muito de ver o desenvolvimento da Manu, ver que ela faz (ou tenta fazer) as coisas sozinha e tal. Mas, confesso, tb sofro com isso…
    Pq fico torcendo para que o tempo passe mais devagar e para que a deixe ser bebê mais um pouco, rs!
    Bjo
    Ah, o Ben é uma graça!

    Responder
  5. Maria Joaquina

     /  20 de maio de 2013

    Que lindooooooooooooo que fofo e esperto, que “bebe” mais gostosoooooooo….
    Dá vontade de apertar!!!
    Gabi, sempre que vc fala sobre o desenvolvimento do Ben eu fico aqui apaixonada por ele e pensando: como ele pode ser tão inteligente??? Que gracinha Gabi!
    Desejo tudo de bom pra vcs!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: