Minha primeira festa de Dia das Mães

Sexta-feira peguei o Benjamin na escolinha e lá vem ele segurando a flor de papel mais linda do mundo (pintada por ele!). Veio falando “oia, mamãe” e não queria me entregar de jeito nenhum. Ele queria pra ele.

foto 1-2

Sábado tive minha primeira festinha de Dia das Mães na escolinha do Ben. Pra quem espera que vou dizer que teve uma apresentação linda de morrer, não se decepcione. Eu não esperava isso, afinal a turminha dele ainda é de pequenininhos para esse tipo de coisas. Todas as mães dessa turminha foram acomodadas na sala de aula deles. Engraçado como todos os pequenos, ao chegar ficaram tímidos, agarrados à barra da saia da mamãe e depois, aos poucos, iam se soltando.

Sentamos em roda com as crianças e foi proposta uma atividade de colagem, algo quase parecido com scrap. Cada mãe e filho ganharam uma cartolina e no chão foram espalhados vários recortes de revista. Eu me surpreendi com a habilidade do Benjamin. Na verdade, me surpreendi com a minha capacidade de subestimar meu filho e, principalmente, a escola. Tudo eu acho que Benjamin ainda é pequeno pra fazer, vide o começo desse texto. E várias vezes me peguei na dúvida sobre o tipo de atividades que a escola propõe a ele.

Benjamin ia ao centro da sala, pegava uma imagem, trazia pra perto de mim passava cola e colava na cartolina. Sozinho! Você deve imaginar “ah, Gabriela, mas o que tem de extraordinário nisso”. Gente, ele não tem dois anos completos ainda. Eu achei bárbaro! Fiquei boba. E a cada imagem que pegava ele vinha me dizendo “oia, bolo, mamãe”, “oia, gol, mamãe”. Ele trouxe a presidente Dilma e vocês não vão acreditar…..ok, ele não falou nada quando a trouxe.

Todas as mães tiveram que se apresentar e falar como seu pequeno(a) se comportava em casa. Nesse momento, Benjamin e um amigo não paravam de pular e rodar no meio sala. Dois espoletas. O amigo se chama Murilo e lá fiquei sabendo que eles são tipo melhores amiguinhos. A mãe do Murilo me disse que ele não para de falar do Benjamin. Aliás, vi todas as mamães comentarem que seus filhos não paravam de falar de algum amiguinho e Benjamin nunca falou de nenhum amigo a não ser o João, nosso vizinho. Mas ao chegar em casa, mostrei as fotos que tiramos na festinha e ele apontou e falou “Murilo”, “Pedro Amaral”. Imagina se a mãe aqui não precisou de um babador.

Por um instante, enquanto as mãe se apresentavam, fiquei um pouco emocionada. Ao ver todas aquelas mães ali com seus filhos que chegaram ali tão bebês…eu que deixei meu pequeno com 5 meses naquela mesma instituição e agora ele está virando uma criança, super peralta, que se reconhece naquele lugar e parece gostar tanto de todos ali… meu coração se encheu de alegria e satisfação.

A cada apresentação, a criança ia buscar na mão da tia o presente da mamãe. Benjamin nem esperou eu terminar de me apresentar e estava lá pegando meu presente, todo desenvolto, cheio de intimidade com as tias. Ganhei uma camisola linda com o rostinho mais lindo da minha vida estampado.

foto 2-2

No domingo fomos almoçar em família.

À minha mãe tão linda agradeço por tudo o que fez por mim e pela minha irmã. Essa é a mulher mais guerreira que eu conheço na vida. É ela que me inspira ser a melhor mãe do mundo para meu Ben. À você mamis, todo o meu amor e gratidão, sempre.

blog-fotos_4

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. 1 ano e 11 meses | bossamae

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: