Conhecendo personagens infantis

Eu sou tipo mãe alienada, não sei nada sobre personagens infantis. Pra você ter uma ideia, toda vez que Benjamin chegava próximo a geladeira da nossa casa, falava e apontava para o “hulio, hulio, hulio”. Ele me olhava com uma cara de “essa minha mãe não sabe de nada”. E não sei mesmo. A nossa geladeira é cheia de fotos de pessoas queridas e nenhuma delas chama-se Júlio. Eu ia lá saber o que significava o tal “hulio”. Pois bem caros leitores, o “hulio” que meu filho se referia é esse aqui:

Imagem do Google

Imagem do Google

Dois personagens que não simpatizo e, esses conheço, é a dupla Patati e Patatá. Não me condenem, mas não gosto de palhaços, gente. O único palhaço por quem tive uma simpatia na vida foi pelo palhaço do circo Tihany. Em casa não tem nada do Patati e Patatá, exceto um kit de artes que Benjamin ganhou em seu aniversário de um ano e abri recentemente porque agora ele tem interesse por pintar. Assim que abri, o pequeno Benjamin começa: “tati tataaa”. Filhos aprendem mesmo um monte de porcaria fora de casa.

Imagem do Google

Imagem do Google

Dia desses fomos convidados pela Mattel para o lançamento do evento Barbie Studios e Max Steel – O herói está em você. Foi quando de fato me dei conta que eu era uma zero esquerda sobre o que acontecia no mundo infantil. A Barbie, é claro, não só eu, mas o mundo sabe quem é. Eu tive milhares delas! Só que eu não sou mãe de menina e nunca parei pra pensar que não sei nada sobre meninos! Em que mundo eu vivo? É com vergonha que eu assumo, não sabia quem era Max Steel. Corri lá no pai dos desinformados, Sr. Google e….”oi prazer, então você é o Max Steel?! Meu filho tem um de você lá em casa“.

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Eu nem podia recusar um convite para ir ao evento. Era minha obrigação como mãe de menino e ex-viciada em Barbie.

Recentemente, a Mattel me convidou para mais um evento, o lançamento da coleção Kids Outono/Inverno C&A, das marcas Barbie, Hot Wheels e Monster High. Mais uma oportunidade de conhecer outro personagem infantil, agora as Monster High.

Imagem do Google

Imagem do Google

Não só os personagens, foi também uma oportunidade de conhecer um pouco mais da moda infantil, reencontrar as amigas-mães blogueiras, ver famosos de pertinho e ainda conhecer o Henri Castelli.

Tudo muito cheio de charme, muito brilho para as meninas, muito estilo para os meninos, tudo fashion para os dois.

Imagem divulgação/Agência

Imagem divulgação/Agência

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Comecei a sentir uma obrigação de ficar mais informada com relação aos personagens infantis e brinquedos. Dei um pulo lá no site da Mattel Brasil para saber mais. Descobri que eu conheço bastante sobre a Fisher Price, ponto pra mim, uma vez que meu filho está vindo justamente dessa fase, onde só ganhava coisas da Fisher. Por onde ando na sala de casa, esbarro num brinquedo da marca.

Também conheço Hot Weels. Mas também é algo recente. Quem me apresentou foi uma amiga-mãe lá do trabalho. E depois disso Benjamin começou a ganhar vários Hot Weels.

Polly! Essa também conheço, ela foi para a minha irmã caçula tipo o que a Barbie foi pra mim.

UNO clássico, né?! Pelo menos não me sinto tão por fora assim.

Agora não me perguntem nada sobre Imaginext e Little Mommy. 😦  Preciso me aprofundar mais no assunto.

Chegou Páscoa e os supermercados cheios de Ovos, de todos os temas i(ni)magináveis. Além de ver alguns dos personagens citados acima, encontrei: Angry Birds (oi?), Nemo, Toy Story, Tortuguitas, Miau, Homem Aranha, Batman, Ben 10, Bob Esponja, Hello Kit, Pucca, Rio, Moranguinho, Scooby-Doo, Kong-fu Panda, Disney, etc…um monte de personagens que eu nem sabia que existia, um monte de personagens mais velhos que eu.

Eu sei que coloquei como meta me atualizar mais sobre o mundo infantil e, principalmente, em como brincar com o meu filho – mais sobre esse assunto em breve, em outro post.

*

Sobre a coleção infantil C&A tem roupa para crianças de 4 a 12 anos e já está disponível em todas as lojas do Brasil.

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Adoro como escreve Gabis!
    Não se preocupe, logo você estará craque (ou não). Mas o que importa é BRINCAR! Com ou sem personagens!
    beijo enorme
    Lele

    Responder
  2. Acho que como tive 2 irmãos mais novos e tenho 4 sobrinhos (3 meninos, um de 11 anos, um de 9 anos e outro de 2 meses, e 1 menina de 8 anos) estou bem inserida nesse mundo masculino. O que tem em afligido tem sido a parte dos personagens infantis mesmo, pq na época dos sobrinhos existiam outros né? E não consigo gostar de umas coisas que estão na moda, tipo Lazy Town e Patati Patata.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: