Negligência materna

Do dicionário Aurélio Eletrônico

Negligência: falta de cuidado, de aplicação, de exatidão; descuido, incúria, displicência, desatenção. / Falta não intencional daquele que se omitiu no cumprimento de um ato que lhe incumbia.

Foi o que senti ao sair do hospital com Benjamin no domingo. Fui negligente.

Ele já vinha tossindo há umas duas semanas (marido disse que duas semanas pra mais, pior ainda!). Começamos a dar xarope, fazer inalação, mas não foi algo firme. Inalação, por exemplo, eu começava a fazer e a uma reclamação do Benjamin já parava. Simplesmente porque não queria chateá-lo ou incomodá-lo.

Até que na sexta-feira passada, quando me dei conta que deveria pegar firme, tive uma conversa séria com Benjamin do tipo “nesse caso, você não tem que querer, quem manda aqui sou eu” (bem no estilo autoritária mesmo!). Desde então, ele começou a colaborar e fazer a inalação até o fim (e sozinho). Decisão tomada um pouco tarde, já que no domingo o sinal vermelho começou apitar.

Minha lição: nem tudo dá para ser do jeito que nossos filhos querem; nem para tudo podemos fazer vistas grossas. É meu papel (e somente meu) cumprir com as responsabilidades com relação ao meu filho. Não dá para descuidar, ter preguiça, menosprezar.

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Viviane

     /  21 de março de 2013

    Não se culpe…está aprendendo ainda! Mãe erra, mas sempre, tentando acertar!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: