A rotina na hora de dormir

Aqui em casa não adotamos a cama compartilhada. Nada contra as famílias que adotam. Mas eu não gosto. No início até achei que adotaríamos, se tem um pecado que cometo (e afirmo), é a preguiça. É claro que é muito mais fácil ter a criança ali perto para você acudir ou dar de mamar quando ela acorda de madrugada.

Talvez a minha sorte tenha sido meu Ben dormir a noite inteira desde um mês e uma semana de vida. Mas nesse período de um mês que ele não dormia (literalmente) a noite toda pude comprovar o quanto é difícil ficar acordada, mas principalmente, ter que compartilhar a cama com um bebê.

Primeiro, é muito cansativo. Eu ficava moída, tendo que ficar num fio da cama e sempre com medo de me mexer, correndo o risco de dar uma cotovelada no rosto do bebê. Segundo, a intimidade do casal, que já é miníma ao quadrado quando o bebê nasce, vai para o espaço. Terceiro, o bebê cresce e inevitavelmente se acostuma a dormir com os pais. Colocar em prática qualquer rotina ou mudança, é bem mais difícil (até por comodismo e preguiça nossa) quando a criança já tem idade avançada.

Benzoca desde que passou a dormir a noite toda, dormia direto no berço. Depois de um tempo, por culpa e preguiça causa do marido, ele passou a dormir em nossa cama e depois era colocado no berço. Até que uma bela noite, fiz Benzoca dormir em nossa cama, peguei no sono e ele se esborrachou no chão. Foi aí que colocamos em prática a reeducação da hora de dormir.

Só que aí as férias chegaram e como disse AQUI desregrou tudo. O sono, principalmente. Benjamin passou a dormir tarde da noite e compartilhar a cama com um de nós. Quando voltamos das férias, ele não quis saber de jeito nenhum de dormir em seu berço como havíamos reeducado ele. Passou a dormir em nossa cama e posteriormente levado para o berço.

Só que essa situação é desconfortável não só pelo fato que ele pode cair da cama novamente, mas porque a gente acaba ficando “preso” àquele momento. Por exemplo, eu não posso ler porque não posso ligar a luminária. Acabo dormindo sem realizar outras coisas que poderia fazer enquanto meu Ben dorme. Ler, escrever, organizar a casa, arrumar a bolsa dele, preparar as coisas para o dia seguinte, etc.

Não via disposição para voltar com a rotina anterior, até que, inspirada por esse post AQUI da blogueira Rose Misceno, do Vida de Mãejestade – por sua vez inspirada pela Tatiana Passagem, do blog Entre Fraldas e Livros, busquei forças e resolvi colocar em prática a rotina anterior aqui de casa.

Iniciamos na quinta-feira passada. Nessa primeira noite, Benjamin choramingou quando o levei para o berço. Comecei a conversar com ele, explicando que ali era sua caminha, o seu lugar de relaxar e dormir tranquilo. Logo ficou quieto. Deve ter passado uns 30 minutos acordado, mas quietinho. Começou a se remexer no berço, buscou meu braço entre as grades, acariciou. Instintivamente, o peguei no colo e sentei na poltrona em seu quarto. Em menos de um minuto ele dormiu. O devolvi no berço.

Segundo dia. Foi a vez do marido. Demorou. Acho até que o marido dormiu na poltrona. Mas Benjamin dormiu dentro do seu berço. Terceiro dia foi a minha vez e correu tudo bem também.

E tem sido assim de boa. Benjamin voltou a dormir direto em seu berço.

E a gente consegue fazer outras coisas depois que ele dorme, principalmente namorar.

Agora minha próxima meta é fazê-lo dormir sozinho, sem a nossa companhia no quarto dele. Mas acho que vou deixar isso para quando mudarmos para o apartamento.

Anúncios
Deixe um comentário

5 Comentários

  1. Boa sorte! Por aqui o Joaquim dorme no berço dele desde o 2º dia que viemos para casa, algumas vezes até acabou pegando no sono na nossa cama, mas sempre o levamos para o bercinho dele depois, pois não conseguimos nos adaptar a tal cama compartilhada, o nosso sono fica muito perturbado com a presença dele, sem contar que de uns tempos pra cá ele anda se batendo um pouco para pegar no sono, então se estamos perto acabamos levando uns tapas e chutes!. Algumas sonecas ele também tira comigo, mas são raras. Quanto a dormir sozinho, graças ao bom Deus fui abençoada e ele consegue pegar no sono sozinho na maioria das vezes. Agora com relação a mudança de apartamento, querida, se prepare, nos mudamos no carnaval para um apartamento no mesmo prédio, subimos 1 andar e agora o apto novo é do outro lado, ou seja, espelhado no antigo e o Joaquim estranhou MUITO, ele que vinha dormindo quase a noite toda deu para acordar de hora em hora, tipo tele sena, a pediatra até me aconselhou a manter os moveis na mesma posição do antigo apto, por isso, prepare-se, eles estranham mesmo, podem levar até 5 dias para se adaptar, e para a voltar a rotina nem sei qt tempo leva, pois o Joaquim ainda não esta 100% e já se vão 11 dias na casa nova…

    Responder
    • Nos primeiros dias o Ben dormia no carrinho, ao lado da minha cama. Depois é que foi pro berço.
      Sério que Joaquim estranhou tanto assim?! Isso pq a mudança foi no mesmo prédio, né?! Imagina se é de bairro ou de cidade…. Eu não tinha parado pra pensar nisso, sabia?! agora vc falando….Mas eles estranham mesmo. Acho que estranham tudo: comportamento das pessoas, rotina qd muda, só devem estranhar a mudança de casa…sem contar que fica todo um clima diferente no processo de mudança, né?! Ai meu deus, mais uma coisa para eu pensar como lidar….rs
      Super beijo

      Responder
      • Sim, por isso quis contar meu drama atual, e para ajudar vou voltar a trabalhar na segunda, então ele ja voltou para o berçário, esta fazendo adaptação, esta indo bem eu é que estou sentindo muita falta, to aproveitando que estou sozinha para terminar de organizar as coisas da mudança, o tenso é que os armários da cozinha só chegam semana que vem, então 100% mesmo só no inicio de março!

      • A volta ao trabalho é sempre mais sofrida para nós, eu acho. Mas fique tranquila, que com o tempo nosso coração acalma. No início eu ligava no berçário umas três, quatro vezes ao dia. Hoje eu passo o dia inteiro sem ligar. Claro que se ele está doentinho, se achei ele mais quietinho, eu ligo. Caso contrário, só sei notícias quando nos vemos.
        Nem me fale em mudança, todo dia penso na nossa e ainda tá longe, mas só em pensar na bagunça me dá um troço…rs

  2. Luna sempre dormiu no quarto dela, mas acordava a cada 2 horas, passamos pra mini-cama, assim ela poderia acordar e ir pro meu quarto sem me chamar. Depois que começamos a rotina do sono, ela começa no quarto dela e por volta de 3, 4 horas da madrugada, vai pra minha cama. Por enquanto, tá bom, já que antes dormia tarde, acordava toda hora e ia pra minha cama mais cedo!!

    Que bom que meu texto te inspirou, tomara que a gente inspire mais mamães!!

    Beijão.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: