20 meses e 20 traquinagens

Benjamin completou sábado um ano e oito meses. É incrível como eles crescem rápido e suas atividades ficam cada vez mais intensas. Num dia eles estão engatinhando e no outro estão se pendurando no parapeito da janela. Também é assustador. É como dizem: passa rápido…mesmo!

Ele fala poucas palavras compreensíveis:  não (sua palavra preferida), João (nome do nosso vizinho), bicicleta, achou, cade, papai, mamãe, vovó, vovô, Rosana (sua tia avó), Gabi (sua mãe), Lola (a tartaruga da escola), dodói, quer, suco, bichinho, peixinho, bolo, bola, gol, olé, pomba, pé, mão…e mais algumas que não me recordo agora.

E bastante palavras incompreensíveis que só a mãe entende: tu (Capitu), bdgfELA (Gabriela), mamin (Benjamin), São Paulo (que é compreensível, mas na cabeça da mãe entra na lista de coisas incompreensíveis),  entre outras.

Mas percebi que passou a aprender com mais facilidade se ensinamos. Nesse final de semana, por exemplo, estava fazendo almoço e ensinei a ele cada uma das comidas que estava preparando: arroz, batata, feijão, carne. Ele repetiu todas.

Já me vi preocupada achando que ele falava pouco, mas a pediatra já havia explicado que meninos demoram mais para falar, construir frases, ao contrário das meninas (vamos combinar que nós temos uma necessidade fora do comum de falar, né?!). O ideal é conversar sempre com os pequenos, eles entendem mais do que imaginamos e aprendem diariamente.

Por outro lado, a pediatra sempre me falou que os meninos desenvolvem mais a parte motora. Escalar e fazer traquinagens é com eles mesmo.

Aos 20 meses, peralta é o segundo nome de Benjamin. Listei as ’20 mais’ traquinagens que ele tem feito:

1) Pula arriscando tirar seus dois pés do chão (e tira uns 5 centímetros, quase um salto olímpico);

2) Pula no sofá ou na cama deixando sua mãe prestes a ter uma taquicardia;

3) Engana a Capitu dando-lhe um brinquedo e depois tirando da boca dela dando-lhe bronca;

4) Rabisca todos os lugares imagináveis;

5) Na ora da refeição quer comer sozinho e espalha a comida do prato para todos os lados com a mão ou com o garfo (e não, não é porque ele tenta comer, mas ele espalha propositalmente para ver a comida voar);

6) Dá comida escondido para Capitu (ela que só comia ração, hoje em dia come banana, arroz, feijão, brócolis, torrada, biscoito maisena, biscoito integral, pão, queijo…enfim, tudo que ele não deveria comer)

7) Escala para olhar a janela da sala pelo sofá;

8) Se livra do cinto de segurança da cadeirinha (o que fez outro dia a mãe parar e descer do carro no meio de uma avenida para prendê-lo novamente);

9) Sobe e desce a escada se o portão de segurança não estiver fechado (outro dia minha mãe ficou com ele em casa e foi estender roupa na parte de cima, esqueceu o portão aberto e quem aparece lá na área de serviço com o maior sorrisão descarado do mundo: Benzoca. Quando soube do episódio quase tive um infarto fulminante);

10) Monta na Capitu como se ela fosse um cavalinho;

11) Anda em sua motoca (triciclo) e tem se esforçado para pedalá-la sozinho;

12) Puxa nosso cílios quando fingimos ou quando estamos de fato dormindo (dói pra cara@!*);

13) Sobe o escorregador pela parte de escorregar;

14) Mergulha a cabeça debaixo da água;

15) Dança, faz passinhos e coreografias (e deixa essa mãe coruja babando de tanta alegria, tanto amor, tanta vontade de apertar);

16) Passa pomada em seu pinto, creme em sua barriga, penteia seu cabelo (e aqui vale outra observação: quando toma banho com a mãe ele quer esfregar a perna dela com sabão, Ownnnn);

17) Abre (e fecha) a janela do carro para dar “joinha” para os taxistas e motoqueiros no trânsito;

18) Ultimamente tem matado os bichinhos. Por mais que expliquemos que não pode matar, ele mata: formigas, mosquitinhos e afins. Se vacilar ele pisa e ainda dá risada (confesso: tenho medo desse seu comportamento);

19) Opera o iPhone com certa propriedade que só as crianças dessa geração possuem: coloca vídeos, apaga aplicativos (e compraria se já soubesse colocar senha), vê fotos, atende ligação (e faz involuntariamente ligação);

20) Desliga a TV na melhor cena da novela (mas isso ele já fazia na época da Carminha);

Além das traquinagens, Benzoca tem feito outras coisas que enche de orgulho esse coração de mãe. Por exemplo,  ajuda arrumar as coisas, guarda no local certo. Outro dia estava tirando roupa do varal e ele me ajudou a guardar a roupa. Ele limpa o chão se sujar. Guarda seus brinquedos (e até na agenda da escolinha vem que ele ajuda nisso).

Continua gostando de música. Tem gosto forte por música clássica, seu maestro preferido no momento é Karajan e adora esse vídeo:

Tim Tim. Não pode estar com copo na mão e ver outras pessoas também com copo. Ele quer brindar. Meu filho, no auge de seu um ano, já sabe o que é comemorar, já sabe que tem que brindar e celebrar a vida.

blog-fotos

Anúncios
Deixe um comentário

6 Comentários

  1. Que coisa mais fofa! O Joaquim logo deve começar, por enquanto adora ficar mexendo na comida também, se jogar para trás, jogar as coisas no chão e ficar olhando, fora outras gracinhas que nem estou lembrando agora!

    Responder
    • Ei Mari, logo, logo Joaquim começa sim. É muito rápido!!!! De um dia pro outro nosso bebê que antes cabia num braço só, nem querem mais saber de colo. Rs
      Ps: fiz todas as suas receitas!!!!! Rs
      Super beijo

      Responder
      • E o que achou??? Eu amo o de fubá! E para piorar agora minha sogra “inventou” uma receita de cuque de morango!!! Sabe aqueles de banana ou uva? só que com morango… é de morrer comendo!

      • Mari, foi um desastre! Ahahahahahaha Vou contar em breve lá no TDM. Amanhã posto lá o resultado do bolo de cenoura, mas esse vc já viu por aqui…
        Eu te mandei um email no domingo (qd já tinha começado a fazer o bolo de fubá), torcendo pra vc ver. Na receita que vc me mandou, não tem a quantidade de ovos. E farinha, vai?! Rs

      • Só vai fuba e são 04 ovos! 🙂

  2. Maria Joaquina

     /  18 de fevereiro de 2013

    Que gracinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    mto lindo mto fofo, mto esperto, mto gostoso.
    Vontade de apertar!!
    E parabens Gabi, por ser essa mãe dedicada, pois ele é especial assim, por ter uma mãe que está sempre ao seu lado, o ensinado, cuidando, maternando de uma forma tão bonita.
    Enfim, amando!
    Que lindooooooo, adorei este post!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: