Organizando a bolsa da mãe

Outro dia (que na verdade já faz uns dois meses ou mais) estava sentindo minha bolsa pesada e resolvi conferir fazer à limpa. Observem:

foto_bolsa

  1. Lenço umedecido;
  2. Trocador;
  3. Nécessaire de fraldas;
  4. Fralda de pano;
  5. Pen drive (2 unidades);
  6. Brincos;
  7. Óculos de sol;
  8. Carteira;
  9. Nécessaire (da mãe);
  10. Brinquedos;
  11. Crachá;
  12. Escova de dente;
  13. Revista;
  14. Caderneta;
  15. Carregador de celular;
  16. Porta cartão;
  17. Livros;
  18. A BOLSA! Meu xodó! Adoro seu formato porque cabe um montão de coisas.
  19. O item 19 estava no momento em minhas mãos registrando a foto: o celular!

Faltou a bolsinha de maquiagem, mas essa já fica no carro. Esses itens estavam na minha bolsa durante os dias da semana. Depois de uma análise profunda e existencial (para que eu preciso mesmo levar fraldas para o trabalho??? Que eu saiba ainda não dá pra trocar fraldas à distância!), alguns itens foram retirados (e pensar que a bolsa durante o final de semana é bem mais cheia, tanto que às vezes eu tiro a minha carteira e a coloco na bolsa do Benjamin…)

Mas os dias passaram e a bolsa tornou a ficar pesada e não era de itens de bebê, era da mãe. Uma bagunça só. Um monte de papel (ex: comprovantes de banco até apagadinhos de tão velhos), livro que eu já tinha terminado de ler (e essa é uma mania incontrolável), revista já toda amassada (como se eu tivesse muito tempo de ler durante o dia), uma zona total. No meu primeiro dia de férias, no final de dezembro, já indo para o Rio de Janeiro, coloquei em ação um dos meus desafios de 2013: ORGANIZAÇÃO!

Abri a bolsa, joguei tudo no chão do carro e comecei a limpeza! Coloquei a bolsa em ordem. Peguei um refil de bolsa que ganhei da sogra há mais de ano e usava como necessaire só que parada em casa (vê se pode!). Esse produto é super útil e funcional. Ótimo para toda mãe cujo sobrenome é praticidade. Como eu vivi sem isso antes? Não sei. O fato é que o negócio estava lá debaixo do meu nariz e eu não u-sa-va como deveria!

Ele tem um bolso grande que cabe tudo: carteira, necessaire da mãe (item 9 da foto acima), escova de dente, óculos. E alguns compartilhamentos divididos na parte externa onde organizei cartão de visita, crachá, chaves e outros objetos menores.  Trocar de bolsa ficou muito mais fácil! E a bolsa agora fica de longe muito mais organizada com tudo concentrado no refil e apenas o livro de fora.

Imagem do Google

Imagem do Google

O meu é igualzinho esse da imagem, marca Le Postiche.

E você, já parou para avaliar o que leva na bolsa?

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Gabii, adorei essa história de refil de bolsa!! Vivo deixando cartão em casa porque ficou na outra bolsa, até com chave e celular já aconteceu. Olha que loucura! rs Beijosss

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: