Caos

Tenho pensado em dividir meu dia, mas essa ideia parece impossível. Eu queria só um dia pra fazer coisas minhas. Poderia ser um dia por mês, mas teria que ser um dia útil e não um dia de final de semana. Dia útil porque marido trabalha, Benjamin vai para o berçário. Dia útil para eu ficar em casa, mas sem cuidar dela (será que eu conseguiria?!). Não me incomodar com as coisas espalhadas, não limpar nada, nem arrumar a cama. Acordar 12:00. Não, não, não! Para o dia render mais, eu acordaria às 09:00. Antes de levantar eu ficaria lendo até às 12:00. Talvez levantaria só para trazer uma comida para cama e fazer xixi. Eu faria muitas coisas nesse dia: ia ler um livro inteiro (em vários lugares diferentes: na cama, na varanda, na praça). Faria um projeto de scrap. Escutaria meus cantores preferidos. Assistiria vale a pena ver de novo. Comeria um monte de besteira. Ficaria deitada sem fazer absolutamente nada. Tiraria uma soneca a tarde com a janela aberta deixando o ventinho entrar….e de repente eu caio da cama porque ter tudo isso (mesmo que pareça pouco, afinal o que é apenas um dia livre por mês na vida de uma mãe) só em sonho mesmo.

Falando mais sério ainda (esse negócio de querer um dia só pra mim é muito mais sério do que você imagina), andei pensando em estabelecer alguns horários só pra mim. Sei lá, acho que foi o post da rotina que me inspirou. Tentei colocar em prática a ideia. Estabeleci algumas tarefas por dia da semana. Quer saber? Impossível. Você pode viver uma rotina com relação às coisas da vida familiar (e ainda assim não consegue seguir tudo à risca), mas as suas, esqueça.

Não me pergunte como, mas não conseguimos encaixar nossas coisas na lista infindável de coisas para fazer. Eu mesma andei fazendo scrap uns dias desses e confesso: fico com o coração apertadinho de ficar ali sentada na mesa, no mesmo ambiente do meu Ben, mas sem dedicar esse tempo exclusivo para ele. Não gosto de vê-lo brincar sozinho. E mesmo vendo-o brincar com o marido sinto que eu estou perdendo algo, a companhia deles. E aí também quero participar, não perder nenhum minuto.

Tenho uma pilha de livros para ler. Sem brincadeira. Consigo ler dois, três livros ao mesmo tempo, mas até pra isso perdi os poderes. Parece que não consigo me dedicar, apreciar e me concentrar de forma adequada. Consequentemente, não consigo absorver as informações que julgo de qualidade. Está difícil. Acho que perdi a parte de mim que é uma esponja.

Vai dando uma angústia, uma aflição, um sentimento de caos…

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Ai, Gabiii, é muito difícil mesmo, né!! Essa questão do tempo, depois que viramos mãe, muda tanto… O que acontece com todo aquele tempo livre que tínhamos antes?! Eu mesma, vivo voltando para a academia… Vou um dia, dois, aí no terceiro tudo desanda. rs Ben dorme cedo? Porque Lucas dorme, então eu ainda consigo fazer minha coisas depois que ele dorme… =) Isso ajuda um pouco. Ele acorda cedo tb, então se eu for dormir mto tarde fazendo minhas coisas, já viu, né… Viro zumbi no dia seguinte. Mas a vida agora é essa. E a gente se adapta, né! rs Eu adaptei conseguindo este tempo nas minhas noites… Quem sabe vc não descobre um tempo assim tb? =) Beijosss!

    Responder
  2. Beatriz

     /  26 de dezembro de 2012

    sem comentários, afinal, minha vida é perfeita! hahahahaha beijos

    Responder
  1. Férias e manha – uma combinação nada perfeita « bossamae

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: