Tchau, chupeta II – Nota da mãe

Recebi vários pitacos sobre o processo de tirar a chupeta do Benzoca. Algumas pessoas falavam que era cedo demais, outras achavam que estava no tempo certo. Na minha opinião, o ideal mesmo é a criança largar a chupeta sozinha. Se isso não acontecer até um ano e meio do bebê, esse é o período certo para iniciar a separação chupeta x bebê. Mas é importante identificar os sinais de que seu filho esteja pronto para largar a chupeta.

No caso do meu Ben, percebia que ele não ligava muito para tal acessório. Só lembrava dela quando a gente oferecia. Então, em casa durante o dia, sempre deixamos a chupeta guardada. Já no berçário a história era diferente, eu entregava ele com a chupeta na bolsa e toda vez que ia buscá-lo, ele estava com a chupeta na boca. Quanto mais o bebê usar, mais viciado ele fica. Além do que, o uso da chupeta implica no desenvolvimento da fala da criança e na formação dos dentes.

A chupeta acalma, alivia o stress, então com ela fica mais fácil trazer a paz para o ambiente. Porém, os pais, as avós, tias e berçaristas tem papel fundamental nesse processo. E existem várias outras maneiras de acalmar e distrair o bebê. Talvez, nem todas tão eficazes, porém que exigem mais paciência do adulto.

Algumas dicas da nossa experiência aqui em casa:

– Quando a criança pedir a chupeta ofereça algo para substituir esse desejo. Pode ser um brinquedo ou algo para comer (doces não são recomendados. Eu oferecia algumas vezes biscoito polvilho);

– Tem que identificar se a criança quer a chupeta para aliviar algum sentimento negativo ou se são os dentes nascendo. No caso do meu Ben, sempre percebi que ele queria para morder, foi aí que tive a ideia do biscoito polvilho. Ele comia um e logo esquecia – parecia ficar aliviado;

– Limite o uso da chupeta. Começamos a tirar a chupeta durante o dia, deixando Ben usar só à noite. Depois fui tirando aos poucos da hora de dormir também. Eu sei que é horrível, mas eu esperava ele dormir e quando caía a chupeta eu tirava ela do berço. Como acontecia isso direto (de cair e ele não pegar), ele não sentiu muito. E isso durou apenas três noites, depois eu o colocava dormir sem a chupeta mesmo;

– Se seu filho já é grande e entende uma conversa, o encoraje a largar o acessório. Vale também lembrar que é feio quando criança grande está com chupeta na boca, ou melhor, que crianças mais velhas não usam chupetas, que isso é coisa pra bebezinho (as crianças gostam de se sentirem mais velhas);

– Tente fazer com que seu filho dê a chupeta para o Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Lobo Mau, Chapeuzinho Vermelho, Homem Aranha, Fada da Dente…. E não esqueça do presentinho!;

– Simpatia. Eu não conheço nenhuma, mas se você conhecer, que mal tem recorrer?!.

O importante mesmo, como disse no início, é perceber quando o seu filho está pronto para largar a chupeta. É essa oportunidade que você deve aproveitar. Lembrando de dar um sumiço em todas as chupetas que tiver em casa. E não cair em tentação no primeiro choro da criança. Paciência é a alma desse processo.

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: