Minha sala (na verdade a minha casa) é atravancada.

Desordem me incomoda. Bagunça me incomoda um pouco mais. Zona me incomoda, incomoda, incomoda muito mais.

Acho até que demorou para esse bicho da bagunça me picar. O fato é que desde quando voltamos de viagem a bagunça tem me incomodado bastante. Minha sala está atravancada. Um monte de brinquedos, um monte de coisas fora do lugar, um outro monte de coisas amontoadas…veja com seus próprios olhos.

Um monte de brinquedos.


Um monte de coisas fora do lugar (afinal aparelho de som definitivamente não é lugar de sapato, mas esse é só um exemplo das coisas fora do lugar na minha casa).


Um monte de coisa amontoada. (e acreditem, essa mesa estava muito pior, é que um dia antes comecei uma organização)


Coitado do aparelho de DVD. Alguém enxerga um aí..?!

Um estado quase ecumênico me envolveu no feriado 12 de outubro. Acordei feito furacão só que ao contrário, disposta a colocar ordem na bagunça.

Na verdade já tem algum tempo que sinto uma vontade quase incontrolável de destralhar a casa. Mudaremos no primeiro semestre do próximo ano e ultimamente tenho esperado ansiosamente pela época da mudança, período em que estatarei disposta a doar e jogar fora um montão de coisas.


O resultado foi esse aqui.


Ainda me incomoda muito esse berço móvel que o Ben nem usa mais. Porém, é com ele que fecho a escada pro Benzoca não escalá-la.

Alguém vai me perguntar: quanto tempo durou essa organização? Sei lá! Talvez um dia, uma semana, um mês ou nem uma hora.

Não culpo o Benzoca porque não é a bagunça dele que me inquieta, os brinquedos espalhados, não é nada disso. Até porque se fosse isso, alguém interna esse ser que escreve, pois eu seria louca. Com isso eu até lido muito bem, embora eu achasse que não conseguiria, nesse ponto me surpreendi. Eu vejo a graça dessa bagunça. Uma casa com criança. É uma casa cheia de vida. Cheia de alegria. Cheia de festa.

O que me incomoda mesmo não é a bagunça em si, mas as coisas  se juntando, se amontoando, um monte de tralha sendo encostada em algum canto. Os sapatos dele sendo deixados no canto da sala; as tralhas da mesa sendo amontoadas; o canto da sala – próximo à escada, onde tem a estante de livros, não tem nenhuma foto explícita dessa parte, mas ali entre a estante de livros, a de CD’s e a poltrona, pelo amor… nem Jesus salva. É essa zona que me tira do sério.

Sem falar do quarto da bagunça, o nome dele devia ser quarto do Nilo (referencia ao personagem de Avenida Brasil) e não da bagunça. Aquele quarto começou sendo tipo um closet, de início tinha só o guarda roupa, duas sapateiras (uma minha e outra do marido), bolsas, roupas de cama e banho. Agora além de tudo isso tem: carrinho, bebê conforto, centenas de caixa de sapatos empilhados (tenho usado três pares de sapatos porque dá preguiça procurar e pegar outro modelo e quando me encho de coragem e venço a Dona Preguiça, a pilha toda desmorona, aff…), tábua de passar roupa, ferro, caixas que eram para ser de organização de documentos, fotos, uma arara de roupas (que o marido odeia e que até eu estou pegando bode dela), caixa com meu material de artesanato. Ufa!

Minha parte do guarda roupa já não é mais a mesma. Eu não me reconheço. Outro dia organizei uma parte dele, mas ficou faltando outra parte. Tento manter pelo menos uma ordem das coisas que uso diariamente. Mas tem roupa, por exemplo, que eu já nem lembro que exista. E tem coisa que não encontro mesmo quando preciso.

Enquanto o quarto do meu Ben é impecável. O guarda-roupa dele então, nem se fale. É tudo muito bem organizado pela mamãe dele que lhes escreve. Tem compartimentos para tudo: cobertores, mantas, lençóis, tolhas, sapatos, roupas novas, livros, fraldas, lenço umedecido, etc. Cada gaveta da cômoda é dividida para um tipo de roupa: a do berçário, a de sair, pijama e acessórios, roupas de frio, etc. Tudo devidamente passado e dobrado. E confesso: tento manter uma harmonia entre as cores. E lá tem mais um báu de brinquedos.

A gente vira mãe e se trasnforma mesmo. Como a gente pode ficar tão relaxada relapsa com as nossas coisas, com a nossa casa?! Ou é só comigo que acontece? Se for eu juro vou ter um colapso, então não deixe um comentário (agradeço humildemente!). Agora se acontece algo parecido com você, compartilhe comigo (me sentirei imensamente acolhida, feliz e agradecida!).

Será que quando nasce um filho, além de nascer uma mãe, a culpa (etc), nasce também uma mamãe zona bagunceira?!

Anúncios
Deixe um comentário

9 Comentários

  1. Menina não é só com vc não, lá em casa tem dias que entro e dá vontade de sair correndo rsrsrsrs. Ainda mais agora grávida tô ainda mais chata e mais sem coragem de organizar tudo. Lá em casa a única parte organizada é o quarto das crianças, fora isso tá um caos… Tenho uma poltrona no meu quarto que t}ô doida pra tacar fogo nela, ninguém senta, serve só pra juntar bagunça… rsrsrs
    Mas tem dias que acordo com as macacas e vou organizando tudo, mas tem dias que eu aceito o caos e deixo tudo como está…
    bjinho

    Responder
  2. Juliana Favaron

     /  17 de outubro de 2012

    hahaha, me diverti com seu post! Em casa é a quase a mesma coisa……só não fica assim como a sua sala, pq como estou em casa, arrumo DIARIAMENTE os objetos nos lugares. Hj mesmo pela manhã….passei mais de 2 horas colocando as coisas nos lugares….mamadeiras, brinquedos, sapados, livros, puffes e foras os objetos de cozinha que ela pega e leva pra sala…..ah, e claro, mais as coisas do marido que deixa na sala tbm (boné, chinelo, cartas e afins).
    To começando a achar que é td igual…..onde há criança, há bagunça, desordem. Não por culpa delas….mas por relapso (ou preguiça) nossa mesmo, como vc disse.

    bjus

    Responder
  3. Carla

     /  17 de outubro de 2012

    Nossa, a minha casa anda do mesmo jeito desde que o Igor nasceu, tem coisas dele espalhadas por todos os cômodos, tem dias que bate uma vontade danada de sair juntando tudo e colocando no lugar, mas também tem dia que bate uma preguiça, uma canseira e espero a vontade de arrumar tudo passar.
    Meu marido te viajado bastante a trabalho, para minha sorte….assim nao rola tanta cobrança também. Alem da casa, tem dias que me pego de pijama as 4h da tarde e já teve dias que nem o dente escovei ao levantar, fui socorrer o Igor e uma função foi emendando na outra. Logo eu que sempre fui a chata de plantão…….

    Responder
  4. Ah, não poderia deixar pra lá a minha casa. Pensa numa casa grande, pensa numa casa grande com duas crianças, pensa numa casa grande cheia de tralha dos 4 moradores, e pensa numa casa grande, com quatro moradores e muita tralha, onde apenas um dos 4 passa horas de um cômodo ao outro levando e pondo no lugar cada coisa. Pois é, já desisti disso durante a semana, porque estou fora e a D. Miriam, minha ajudante da casa, dá uma ajeitada. Contudo, ela ajeita a tralha onde ela estiver e não guarda no lugar, que muitas vezes ainda não existe, só eu mesmo. Mesmo assim, criei espaços de deixar as coisas organizadas que não eram lugar pra isso, como a mesa da sala, que tem 8 cadeiras e só foi usada pelos moradores umas duas ou três vezes em cinco anos de casamento. Tem coisas “guardadas” em todas as cadeiras, algumas viram cabides pras blusas de frio e tocas e bonés (3 meninos em casa), os acentos de outras viram gavetas onde coloco pastas com documentos e revistas (que tenho muita dificuldade de dar fim) e papéis e mais papéis. Nossa Senhora dos Destralhamentos precisará me dar uma ajuda. Mas confesso que desencanei um pouco, acho até graça no ambiente, cheio de movimento e alegria, com brinquedos de um lado, motocas do outro, mesinha de criança e cadeira de balanço, dois cestos cheios de bolas e instrumentos musicais…rs
    O mundo (encantado) bagunçado da Daniela!

    Responder
  5. Fernanda (mãe do Enzo)

     /  19 de outubro de 2012

    Nem me fala, estou passando pelo mesmo problema, sempre fui organizada com as minhas coisas, com a minha casa, mas com a chegada do meu príncipe tudo mudou… rs Às vezes entro na sala e a vontade que tenho é de abrir a porta e correr para a rua, mas respiro fundo e começo a arrumar tudo (para, às vezes, em menos de 1 minuto o Enzo tirar tudo do lugar).
    Tudo bem, para ver aquele sorriso gostoso qdo vira uma caixa de brinquedos no chão, espalha tudo com a mão e grita eeeeeeeeeeeee, eu arrumo tudo novamente. Dizem que menino é mais bagunceiro mesmo, né!!! E tb muuuuuuuuuito amoroso.

    Responder
  6. hahahahaha
    nasce uma mãe zona! adorei!
    aqui em casa tem dias que acordo e tenho vontade de voltar para a cama! rsrsrsrs
    a começar pelo começo… nosso quarto (Otávio dorme conosco) está sempre bagunçado com cama de arrumar, meu criado mudo ta sempre aberto com tudo que tem dentro jogado no chão (baguncinha do Otávio). Nossa sala tem sempre mil brinquedos no chão (até melhorou agora que botei tv e dvd no quarto dele) e folhas de desenho e giz de cera e canetinha e caneta e lápis de cor (Otávio adoooora espalhar tudo).
    A pia da cozinha ta sempre cheia de louça, o chão por mais que eu varra ta sempre sujo, sempre tem coisa fora do lugar, o fogão sujo…… ai, canso só de escrever! rsrsrs
    As vezes consigo por ordem em tudo, deixar nos trinks, mas parece que logo passa um furação e bagunça tudoo! rsrsrs
    me resta rir pra não chorar!
    beijooos

    Responder
    • Tami, Fernanda, Dani, Carla, Juliana, Isabella, é uma loucura não é mesmo, mães?!
      Estou pensando seriamente em adquirir uma mesinha para o Ben pq ele está justamente começando a fase de rabiscar. Ai meu deus, não tem lugar pra mesinha…rsrsr
      As coisas vão só aumentando. Mas o negócio é relaxar, né?
      Olha, até que a ordem da mesa está durando viu….rs

      Responder
  7. monica sa

     /  6 de outubro de 2014

    Ora aboboras! Como diz minha filha! Querem saber da minha casa? Pois, lá vai: Quintal com terra a volta da casa, aranhas, caracois, centopeia, formigas, moscas, melgas, mas não estava contente, então construídos um galinheiro e canteiros para hortas. Resultado: titica de galinha nos chinelos e tapetes, tantos os de fora como os de dentro da porta sempre sujos. Garagem: um perfeito conjunto de aglomeração de tudo que se pode imaginar, tem um carro, mas poderia ter dois, quando se quer algo um pede e três vão à procura. Cada vez que entro lá o meu sangue ferve. Cozinha: unica divisão que consigo manter limpa e organizada, pois passo horas lá a controlar aquela área como um pastor alemão. Sala: vou medir psra não passar por mentirosa….8m por 7m ” 56 metros2″ de sujidade encrostrada no, piso, lavo varias vezes por semana, ja usei todos os produtos das prateleiras das lojas de limpeza e acessórios, mas todo os dias após cada refeição tenho um novo alimento sendo semeado no piso branco, na mesa de vidro e entre as rafias das cadeiras . O sofa também é herança, um autentico caixote de lixo e esconderijo de aranhas um espetaculo! Tem uma altura 2 andares, sendo que o andar de cima comunica-se com a sala, ou seja o lixo do andar de cima cai para a sala. Mas não posso deixar de mencionar as teias de aranhas estrategicamentes inacessíveis. Tem-se muita luz natural, fornecidas pelas duas janelas de vidro, que tomam cada uma a altura dos dois andares, pela metade da largura da sala! (Amo limpar vidros). Ainda no andar terreo tenho um hall de entrada decorado com uma arca cheia de enxoval que não é meu e um aparador com tampo de marmore que não fecha as portas, as prateleiras laterais não suportam o peso de uma mosca, mas é de família, reliquia! . Este hall leva à cozinha e dá acesso ao wc social revestido de pastilhas verdes minusculas, louça branca e esta sempre pronto a ser limpo em todas as vezes que lá entro, todas as vezes que quero faxer xixi já levo o equipamento de limoeza, não vou perder a viahem, não é mesmo!. Ao lado tenho a divisão onde tenho a lavandaria, um dos meus frigorificos (que não coube na cozinha), um movel que foi retirado da cozinha para dar espaço para um dos frigorificos. ( ha mais sobre a cozinha, mas não quero aborrece-las) . Ok ainda no andar de baixo há o escritorio do meu marido, mas é dele e sapo de fora não chia em lagoa alheia! Lá no andar de cima tenho 4 quartos, 2 wc um com hidro e outro com cabine de vidro que um dia foi transparente, hoje está pigmentada de pontos brancos, que já foram submetidos a tudo, menos ao martelo, estou seriamente a ponderar ir a procura dela na garagem! Tem também duas varandas, mas elas estão sob controle, o que não é o caso dos armários dos quartos, se eu tivesse cobrado um euro oor cada vez que arrumei cada um deles… Há pouco mais de um ano que vivo nesta casa de campo, posso dizer que foi amor a primeira vista sem deixar de dizer que o “amor é cego” !

    Responder
  1. O quarto da bagunça « bossamae

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: