Buenos Aires para todos (parte 1)

Até agora estou pensando como os brasileiros podem falar tão mal dos argentinos, só pode ser rixa de futebol mesmo. Eita povo mais agradável, atencioso, simpático, macanudo, como se diz por lá. Comparado aos franceses, os argentinos são pessoas bem mais agradáveis. Há um ano e pouquinho estivemos em Paris e posso dizer que as pessoas lá são bem menos hospitaleiras que os argentinos. O que falar dos garçons? Não sei se por conta da propina = gorjeta (que recebem ao final do atendimento), mas os caras são excepcionais nos quesitos gentileza e atenção. Ok, que alguns taxistas acham que a nossa presidenta Dilma é terrorista e que Maradona e Messi são os melhores jogadores do mundo. A gente não vai brigar por conta disso, né?! Deixa-os sonhando…

Pra não dizer que não vimos nenhuma grosseria, um taxista, apenas um, gritou conosco. Lá eles levam apenas 4 passageiros porque pagam seguro de vida para cada um que levam no carro. Uma noite o hotel chamou pra gente um táxi e esqueceu de avisar que estávamos em cinco, afinal o pequeno Ben contava. O taxista ficou bravo e deu seus berros, o mandamos embora e pegamos outro motorista. Mas foi o único que nos rejeitou e a única vez que pegamos dois táxis e nos dividimos. Todas as outras vezes pegamos apenas um táxi e os cinco foram muito bem recebidos. Antes desse episódio, um desses taxistas havia nos informado que isso era de praxe, mas que ele não recusaria passageiros com um bebê de colo, pois segundo ele aquela vida valia bem mais que todas as nossas juntas. Eu afirmei: sim, como vale…!

O país argentino comandado pela Cristina Kirchner passa por uma crise fervorosa. É barato para ir, o câmbio está baixo, mas a inflação por lá está em alta. Ou seja, ir para fazer compras nem pensar, tudo está muito caro, principalmente na famosa Calle dos outlets, Córdoba. É barato para comer. Come-se muito bem por lá, mas a comidinha deles é bem sem sal, sem shoyu, vinagre, alho, cebola… já os doces são deliciosos! De comer rezando. Eu que não gosto de doce de leite (só tinha comido uma única vez na minha vida inteira: na gestação), me rendi na cidade do dulce de leche.

Buenos Aires é uma cidade encantadora, muito agradável, charmosa. Além de ser pertinho – bom indicativo para viajar com as crianças porque o vôo é rápido, é um lugar onde as crianças são sim muito bem-vindas. Encontramos restaurantes com trocadores – o que aqui no Brasil é difícil, e mesmo os que não tinham, arrumaram lugar pra gente trocar o Benzoca. Todas as pessoas foram muito macanudos e prestativos com o pequeno, a começar pelo hotel. Chegamos antes do chek-in e eles prontamente quiseram arrumar um quarto para o casal que tinha um bebê. Não fizemos muita questão, deixamos as malas na recepção e fomos explorar o bairro Puerto Madero, onde ficamos. Voltamos depois do almoço e tudo estava arrumado, no quarto até berço arrumaram para meu Ben.

Puerto Madero é um bairro que foi revitalizado e está cheio de bossa, tranquilo, charmoso. Próximo ao bairro San Telmo, onde viveu Quino, o criador da Mafalda. Descobrimos que era tão perto quando já estávamos lá e muito por acaso enquanto caminhávamos de volta para o hotel depois de um dia inteiro de passeio a pé.

De todo nosso roteiro, faltou conhecer alguns lugares como:

– Zoológico (tanto o local como o de Luján – onde os turistas podem chegar perto e passar a mão nos animais. É um passeio muito longe e que demanda tempo);
– Passamos apenas em frente ao Parque Três de Febrero – o pulmão verde de Buenos Aires;
– O cemitério onde está Evita Perón – eu não sou muito fã desse tipo de passeio, mas dizem que vale o passeio (e eu não conhecia a história dela, agora conheço um pouco e não vejo a hora de ler sua biografia);
– Shopping Abasto, desencanamos de conhecer depois que conhecemos de forma relâmpago a Galeria Pacífico (e shopping, vamos combinar né…?!);
– Papelera Palermo, dizem que é o templo dos amantes da papelaria fina, eu curto, mas não rolou ir;
– e a Decorlam, uma loja de scrap. Essa eu senti por não ir, mas meu bolso sentiria mais se eu tivesse ido.

Amanhã conto toda a programação com fotos.

20121009-162134.jpg

Anúncios
Deixe um comentário

7 Comentários

  1. Ain que showwwwww…
    viajei para bons ares com teu post!
    hmmm dulce de leche ♥

    Responder
  2. falou o “heheheh” ao lado de “bons ares” 🙂

    Responder
  3. Que bom, estou indo pra lá amanhã com meu marido! Obrigada1

    Responder
    • Oi Paula, obrigada pela participação no blog. Fiquei imensamente feliz com seu comentário no post sobre consumo/amamentação.

      Você vai adorar Buenos Aires. Daqui a pouco vou postar fotos e comentar os lugares que visitamos.

      Espero que faça boa viagem!

      Um grande abraço.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: