O quarto do Meu Ben e nossa sala Montessoriana

Essa semana lá no Mamatraca o assunto é decoração. Dei conta de que nunca falei do quarto do Ben aqui no blog. Daqui a pouco mudamos e não fiz aqui o registro do seu primeiro quarto. Então vamos lá.

O quarto dele tem dois fatores que não me agradam muito: 1. não tem janela; 2. não tem porta, nem a parede na qual a porta deveria estar (ele faz um corredor para o outro quarto, a foto ajuda entender). Essas coisas me fizeram sofrer durante a gestação toda. Onde já se viu um quarto sem janela?! Achava um absurdo não ter janela no quarto e pensei milhares de vezes mudar para um dos outros dois quartos existentes na casa (mas um fica na parte de trás para a rodovia – tem muito barulho e ventilação exagerada; o outro, meu e do marido, é na frente da casa – não me deixava segura deixá-lo lá, ambos com varanda e sacada). O quarto do Ben fica no meio desses dois e o que me acalmou é que a iluminação e ventilação dos dois quartos é suficiente para o quarto do meio – que é grudado ao meu quarto.

A decoração é bem simples. Pesquisamos os móveis já pensando no quarto do Ben no apartamento para o qual vamos. Ao montar o quarto do primeiro filho, ficamos deslumbrados querendo comprar tudo. Nosso objetivo foi pensar em algo a longo prazo, ou seja, que os móveis fossem utilizados não só na fase de bebê.

Não gostei dessa poltrona. Acho que meu inconsciente foi influenciado pelo marido que o tempo todo achou desnecessário (afinal, não era ele que amamentaria). Na verdade, desde sempre eu queria uma cadeira de balanço de verdade, mas por ser bem mais cara achei melhor adiar o sonho. E depois passei achar as poltronas com tecidos mais originais, bonitas e confortáveis do que esse tipo aí que adquiri. Pra tentar esquecer isso, eu sempre coloco uma manta.

O baú veio bem depois. Com a chegada dos brinquedos sentimos  a necessidade de ter mais lugar para armazenar parte deles. Foi presente da vovó Salete. Adoro o berço! Ele tem trava de segurança, na foto a grade está baixa, mas sobe e fica bem alta, tanto que o Ben ainda não corre o risco de cair caso se pendure com a cabeça pra fora. Vira mini-cama. Mas talvez, a cama, seja a única coisa que eu comprei para o futuro quarto dele. Na grade tem dois “sacos” que mandei fazer com compartimentos onde guardo fraldas, shampoo, sabonete, pomada, produtos de uso diário e constante.

Adoro o guarda-roupa dele. A porta é de correr, ótimo para espaços menores. Embora seja pequeno, é bem espaçado por dentro, as coisas ficam bem organizadas. A cômoda usávamos como trocador, mas agora o Ben já não cabe nela. Esse aí era o lugar da poltrona e a cômoda ficava lá do lado do berço, era prático porque do lado já estava tudo que precisávamos para trocá-lo (dentro dos sacos). Só que com o crescimento, o pequeno começou a puxar o véu (que ainda está no berço e contraria todas as indicações de segurança, eu sei. Mas não gosto de pensar que um bichinho pode pousar no meu filho durante seu sono tranquilo) e o negócio não foi dando muito certo.

Essa faixa do quarto é um tema de zoológico. A mãe aqui ama girafas e a faixa foi algo simples, com desenho bonito que me atraiu. Porém, ela foi um saco de colocar. Por isso sugiro: sempre que for comprar a faixa pergunte se é auto-adesiva. Depois que pagamos a vendedora veio com um saquinho que continha um pó branco. Era a substância pra fazer a cola. Ficamos (eu e o marido) passados. No dia de colar isso aí no quarto, aff….só rindo mesmo. Grávidas ficam superiormente sublimes. O resultado ficou legal, mas nunca, NUNCA mais compro uma faixa sem perguntar se é adesiva.

(dá pra ver ali no cantinho que tem uma abertura de porta? Então ali é a escada)

(detalhe para o avião pendurado, da Faber Castell, é o Aviador que ganhamos das Mamatracas)

Na foto abaixo, são uns adesivos que minha irmã trouxe de uma viagem. Benjamin hoje adora os bichinhos. Perguntamos da Dona Girafa e ele aponta, do Leão e ele faz “Arrrrh”…

Aí é o acesso entre a escada para esse quarto e para o outro (que é nosso). Esse é o sapo que era da mamãe, presente do pai dela e que hoje é emprestado para o Ben.

O fato é que Benjamin só usa o quarto para dormir. Como é um quarto com livre acesso para a escada, quase não ficamos lá em cima com Benjamin. Então a sala tem um cantinho reservado para ele. Cantinho não, Benlindo dominou geral a sala.

O berço móvel usamos mais para fechar o acesso a escada e para guardar brinquedos – os que não cabem na caixa aí da foto.

Não conhecia o método Montessori. Até que um dia a Luiza, do Potencial Gestante, falou do quarto educativo do Benjamin dela. Então conheci Maria Montesori, logo depois o blog Torne seu filho mais inteligente. E aí percebi, o quarto do meu Ben não tem nada do método, mas minha sala…

No móvel da TV, sempre deixei DVD’s e alguns álbuns de fotos que Benjamin adora pegar pra ver.

Ele vê as fotos a hora que quer e parece nos reconhecer nas imagens. Agora deixamos só os DVDs dele. E recentemente comecei um exercício de desapego e coloquei alguns livros que ele já tem. Não coloquei todos. Mas alguns para que ele crie o hábito de pegá-los. Depois que fiz isso, meu Ben sempre pega um livro e fica folheando. Deita de barriga pra baixo, perninhas balançando e fica lá apreciando as imagens.

O aparelho de som sempre ficou baixo, muito antes do Ben chegar. Depois que o pequeno começou a engatinhar, o primeiro lugar que ele ia era até o aparelho de som para ligá-lo. Ensinamos o botão do CD e toda vez (até hoje) Benlindo liga (agora que alcança a TV, ele desliga a mesma pra ligar o som). Depois aprendeu os botões que trocavam o CD e recentemente aprendeu o botão que abre a gaveta dos CDs (já vi que isso daqui a pouco quebra).

Minha sala é rica em estimulação: tem o revisteiro – onde ele sobe, pega revistas; prateleiras de livros – que ele já abre e quer fazer bagunça; poltronas – por quais o Ben passa por baixo atravessando de um lado para o outro pensando que é um soldadinho…

Gosto muito da interatividade que a sala propõe e que não foi intencional. Mas que agora, após conhecer o método Montessori, faz todo sentido pra mim. O fato do Ben interagir com todos esses objetos e ter acesso livre a eles, faz com que ele adquira independência e ao mesmo tempo ajuda na construção de sua individualidade. Tenho várias ideias para a decoração da nossa nova casa, que com tempo vou registrar aqui.  🙂

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Oi!
    As inscrições para o concurso cultural lá do blog foram prorrogadas, mas só até segunda-feira (27/08), às 23h.
    Então se você quer ganhar UM KIT DE BRINQUEDOS EDUCATIVOS da Xalingo (composto por: 1 lousa divertida, 1 Desafio Genial Hora de ir pra Escola, 1 ABC e 1 brincando de engenheiro), pro(a) seu(ua) pequeno(a), corre lá:
    http://coisasdamaura.blogspot.com.br/2012/07/concurso-cultural-volta-as-aulas-com.html
    Boa sorte!
    Um abraço,
    Maura, mamãe da Sophia

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: