Sobre psicomotrocidade e educação

Quem viu o texto “Minha sala tá avacalhada”, no MMQD, publicado 26/06 põe o dedo aqui! O texto é da Ana Julia, mãe, professora, violoncelista, estilista e pós-graduada em Psicomotricidade pela PUC-Minas.

Estou vidrada no blog dela: Torne seu filho mais inteligente.

Ela dá dicas valiosíssimas sobre estimulação de bebê, psicomotrocidade (aê maridão!!!), o método Montessori, musicalidade (eu fiquei muito feliz em ver que sem saber dos métodos e da razão científica, eu e o marido fazemos várias coisas certas estimulando a musicalidade do Benzoca), ela fala sobre criação, educação e, para os religiosos tem até uma dica de como ensinar histórias bíblicas para o seu bebê.

Nossa, gente, sério estou super interessada…..como não conheci a Ana antes? To falando que tem muita coisa nessa blogosfera materna….

*

E nessa semana a Veja SP trouxe uma matéria com a psicóloga Rosely Sayão, com dicas sobre educação. Eu já vi outras referências sobre ela e gosto muito. Acho uma profissional direta, coerente, firme e me identifico com suas medidas. Por exemplo, são os pais que dão ordem às crianças e não o contrário. E Rosely nos mostra que devemos deixar isso bem claro, colocar em prática a autoridade sem desanimar, que o discurso dos pais deve ser coerente às ações.

“O processo educativo é um embate, mas se engana quem pensa que o filho reprova quem mostra autoridade. Ele gosta, porque precisa de um referencial. O papel de pai e mãe é o de careta, os mais novos é que têm de ser modernos. E hoje você vê os adultos parecendo mais transgressores do que os jovens. Também vejo besteiras, como premiar com dinheiro a arrumação do quarto, deixando de ensinar o princípio da obediência. Sugiro, porém, atenção para ser coerente em punições. Se ele gasta o limite de crédito do celular para aquela semana, não adianta gritar, tirar o videogame e depois bancar a recarga. Deixe que ele fique sem o telefone para enxergar as consequências do seu ato.”

A matéria na íntegra está aqui.

Acesse também o blog da psicóloga Rosely Sayão.

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Oi, amiguinha! Que bom que agora já nos conhecemos, não é mesmo? Obrigada de coração por suas palavras. Sabe, você me lembrou de uma coisa importante: eu preciso postar mais sobre histórias bíblicas. Eu tenho tanta coisa sobre o assunto, mas não postei quase nada. Valeu. beijos!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: