Livro: Nana, nenê

Antes de sermos mães afirmamos que não vamos fazer certas coisas, que com nossos filhos faremos diferente…até agora sinto que errei em duas coisas. Ok, não acho que foi um EEEEErro, mas não me orgulho: do meu filho chupar chupeta; e de colocá-lo pra dormir em minha cama.

O primeiro eu sempre disse que não daria e na primeira oportunidade dei. Pior, insisti para meu filho pegar. E isso que me deixa com uma pulga atrás da orelha. Ele não tinha vontade nenhuma de pegar chupeta e eu insisti com medo dele acabar pegando o dedo. E como todos sabem, é pior fazer largar o dedo do que a chupeta.

O segundo culpo integralmente o marido (ele vai me matar!). Meu Ben dormia de boa no berço, algumas vezes demorava um pouco, precisávamos ficar ao lado, fazer carinho, outras vezes dormia sozinho. Mas nessas de demorar um pouco, o marido começou a levá-lo para nossa cama, pois era mais cômodo ficar ao lado do Ben. Pois então, hoje em dia Benjamin só dorme se for na cama.

Fiz algumas tentativas essa semana. Ele estava morrendo de sono, eu colocava no berço pronto, despertava de tal forma. Parecia que tomava choque. Levanta, anda pelo berço, joga o travesseiro no chão. Desisto levo pra cama e ele simplesmente dorme em cinco minutos. Depois o coloco no berço, ele até abre os olhos, vê onde está, mas fica.

No seu primeiro mês de vida, Benjamin deu trabalho para dormir. Chegamos em casa e na primeira semana ele dormiu feito um anjo, acordava apenas uma vez para mamar. Passado esse tempo, ele começou a não dormir mais. Literalmente. Ele passava a noite in-te-i-ri-nha em claro! Dormia por volta das 7:00 umas duas horas, acordava e ficava nessa o dia todo.

Nossa, o negócio foi punk. Eu chorava, meu leite quase secou, não dormia, parecia um zumbi. Consequentemente, o marido, tadinho, que me ajudou a todo instante, também estava um caco. Eu comecei entrar em pânico, achava que o Benjamin sofria de algum distúrbio relacionado a falta de sono. Só isso explicaria. Comprei o Livro Nana, nenê (Eduardo Estivill e Syvia de Béjar). Li em dois dias (não dormia mesmo) entre uma mamada e outra.

O livro me fez relaxar um pouco. Não concordo com todas as orientações, mas me deu um norte para não fazer certas coisas como, por exemplo: passear de carro com Benjamin, ficar balançando-o no carrinho pra ele dormir ou colocar uma TV no quarto da criança. Não concordo em não cantar, acariciá-lo ou deixá-lo chorar para dormir. Carinho nunca é demais. E acho que chorar só ativa ainda mais algum canto do cérebro do bebê que vai deixá-lo ainda mais ligado.

Depois, com a cabeça mais tranquila, atribuí as noites sem sono do Benjamin ao frio que fez naquele mês de junho. Ao completar um mês e uma semana, Benjamin passou a dormir a noite IN-TEI-RA (no berço) como é até hoje. Sim, eu durmo a noite toda desde que meu filho tem um mês de vida (mooooorram de inveja, rsrsrsrsrs)!!! Brincadeiras à parte, acho que aquele um mês valeu para os 4 primeiros meses que dizem que os bebês não dormem. Meu leite voltou normalmente e muitas vezes eu acordava o Benjamin logo cedo para mamar, pois o negócio parecia que ia estourar.

O que me faz pensar: tem jeito certo ou errado? Acho que não. Acho que cada um encontra uma maneira que se encaixa melhor, cada bebê tem um ritmo. Eu não acho que tenho mérito algum. E decidi não ficar me martirizando porque meu filho dorme na cama. Se ele dorme – e super rápido -, depois o coloco no berço e fica tudo bem. Por que me preocupar?! Pra mim o importante é ele ter o hábito do sono.

Indico a leitura desse livro. E essa semana, o blog Mil dicas de Mãe além de falar sobre livro, deu algumas sugestões que podem ser valiosas. #ficadica

20120525-155243.jpg

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Rotina « bossamae

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: