Em busca de novos horizontes

Acontece só comigo ou todas as mães de plantão, ao se tornarem mães, começaram a se questionar sobre o que querem profissionalmente?!

Não sei, mas desde que me tornei mãe, passei a procurar o meu lugar ao sol na vida profissional, de forma que não permita sombra na vida materna (?!).

A gente se torna mãe e logo quer abraçar o mundo, principalmente quando nos damos conta de que, no final, conseguimos dar conta de tudo. Então pensamos em nos tornar empreendedoras, buscamos ampliar nossos horizontes, queremos nos tornar mais útil e ganhar mais dinheiro (ou nem tanto assim), porém realizar o que nos dá prazer. A maternidade de alguma forma nos inspira, nos faz querer mais, nos impulsiona.

Eu quebro a cabeça tentando descobrir uma aptidão, pensando no que posso trabalhar em casa, por exemplo. Penso em trabalhar em algo que me permita ajudar outras mães. Ou fazer artesanato. Corte e costura. Escrever sobre maternidade (daí o blog). Fazer parte de uma ONG e contribuir para um mundo melhor. Ou com a camada de ozônio. Meio Ambiente. Sustentabilidade. Eu penso (todos os dias) em fazer algo que permita me tornar mãe em tempo integral…

Tenho pensado muito nisso nos últimos meses…

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Ai Gabis, nem me fale.
    Eu gosto de trabalhar com artesanato, mas meu negócio mesmo é redação, escrever e sair de casa para trabalhar. Eu sou uma pessoa que precisa socializar, sabe?
    hoje é meu primeiro dia de trabalho depois de 10 meses em casa. Estou MORRENDO de saudades da pequena, mas sei que ficaremos muito melhores. Ela vai se adaptar na escola (ainda está muito difícil pra ela) e as coisas entrarão nos eixos. mas não é porque eu voltei a trabalhar no mercado corporativo que abri mão das minhas artes. nunca se sabe o dia de amanhã, não é mesmo?

    beijos mil

    E espero realmente que vc encontre algo que a complete!=)

    Responder
    • Isis, sou comp você: preciso me socializar. Lembro que na licença maternidade já estava sentindo falta do ritmo. Mas eu queria algo que me permitisse curtir mais o Ben e a maternidade em si. Eu simplesmente me encontrei na maternidade e queria trabalhar com algo relacionado, se fosse na área de jornalismo então… Mas embora minha experiência seja em editoras, nunca atuei em jornalismo e ninguém dá oportunidade pra quem não tem experiência na área. Então sei lá….estou aí remando. Rs

      Que tal sacudirmos o grupo com esse tema?! Tb podíamos abordar a volta ao trabalho, a separação dos filhos. O que acha?

      Beijos

      Responder
  2. Juliana

     /  13 de abril de 2012

    Oi Gabi,

    Olha, sempre pensei (antes de ser mãe) que seria bico ficar de licença maternidade por um período e depois deixar o bebê no berçário e voltar ao ritmo de antes. Mas confesso que na minha primeira visita ao berçário, engoli o choro quando uma “tia” me perguntou a idade da minha pequena. Hj, com mt segurança na escolha, embora sei que abdiquei de algumas coisas, me preparo para ficar em casa com minha filha até que ela complete 1 ano. Estou pensando seriamente em neste meio tempo me achar em algo que consiga conciliar com a vida materna.
    Se minha decisão é acertada ou não, ainda não sei…..apenas sei que é exclusivamente nela que estou pensando neste momento, em seu bem estar! Quero estar presente nesse desenvolvimento inicial, poder acompanhar cd conquista…..isso sim não tem preço!!!

    Beijos
    Ju Favaron

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: