Por que a gente sempre quer pular etapas?

Benjamin está com seis meses e meio. Desde que nasceu eu vivo por “não vejo a hora” de ele virar para um lado e outro, sentar sozinho, comer papinha, tomar suco, nascer o primeiro dente, bater palminhas, falar, engatinhar, andar, fazer um aninho….! Por que a gente não pode simplesmente aproveitar cada fase sem pensar na próxima?! Parece impossível esse feito. E o que todo mundo fala começa a acontecer: o tempo passa rápido. Anteontem mesmo ele estava na minha barriga mexendo até não querer mais, ontem nasceu e hoje já está com seis meses. Meio ano de vida!!!! Há quase dois meses eu estava de licença e agora estou trabalhando perdendo todas as fofices que meu bebê tem desenvolvido. E que fase gostosa essa agora…

Benjamin sente cócegas no pescoço, na barriga, no bumbum e no joelho. Solta várias gargalhadinhas gostosas quando eu dou mordidinhas nesses pontos. Agora deu para fazer uma caretinha linda (desconfio ser uma imitação minha de quando dou risada pra ele) quando sorri franzi o narizinho. Eu me derreto. Aprendeu fazer manha, principalmente quando me vê. O bebê que nunca chorava, aprendeu a chorar. Um choro forte, alto, potente. São as fases se alternando. Até seu humor começa a mudar. Ben que sempre acordou sorrindo, agora após a soneca vespertina acorda sério, avalia o ambiente e depois solta seu sorriso habitual.

Seu primeiro dente despontou aos cinco meses e meio e para minha surpresa fui a primeira ver. Aos seis meses, no dia 18 de dezembro de 2011 (mães adoram exatidão), começou a comer papinha. Motivo de muita festa pela mamãe e papai. Benjamin superou as expectativas. Enquanto todos diziam “bebês não comem de primeira, dão trabalho”, etc., ele comeu praticamente tudo. A mãe aqui teve que dar um stop senão ele comeria toda papa daquela primeira refeição.

Agora ele já está comendo papa salgada e frutinhas. Ele simplesmente adora! Abre a boca seguindo os movimentos da nossa mão com a colher, chega a pegar na nossa mão na tentativa de trazer a colher até a boca. Meu Ben está muito esperto!

Com a introdução da papinha seu coco mudou totalmente. Pra mim – até esse momento – foi a mudança mais reveladora. É como se eu tivesse dado conta só agora que o meu bebezinho está crescendo. Então pra quê pular etapas? Ele vai engatinhar, bater palminhas, falar, fazer tudo na hora certa. É só aproveitar, respeitar seus limites e curtir cada fase de seu desenvolvimento.

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: